Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

a greve das greves

nos últimos dois anos as greves foram muitas. muita gente zangada com o governo, com as normas europeias, com bancos ou multinacionais.

muitas pessoas indignadas com as greves no setor da saúde (nas quais me incluí).

mas nunca antes uma greve com a capacidade imobilizadora da greve em curso dos motoristas de transporte de mercadorias perigosas.

greve dos motoristas de transporte de mercadorias perigosas

 

estes senhores, podem sim parar o país! os combustíveis – como há muito sabemos pelas guerras, guerrinhas e guerronas entre países para dominar os territórios com extração de crude -, podem parar tudo: transporte, comércio, turismo, restauração, … saúde, segurança e transportes públicos e aéreos é que parece que não porque o governo bateu com o punho na mesa, mas calma, há serviços que podem parar por falta de funcionários… tirando as grandes cidades não há redes de transporte público que permitam as pessoas se deslocarem aos seus empregos (choquem-se, mas é verdade!), por isso, sem combustível muitos ficarão sem forma de se deslocar.

esta greve, pode mesmo fazer “dói dói” e encurralar os senhores que mandam! vamos lá ver no que isto vai dar.

a sorte é que vêm aí 3 para uns, 4 para outros, nenhum para alguns, dias de descanso que atenuam um pouco a sensação de calamidade desta greve. vamos ver como isto está depois de comidas as amêndoas e beijada a cruz. aleluia, aleluia!

 

 

para desanuviar não se esqueçam de participar no passatempo para ganhar um livro e um kit de material de desenho/pintura.

troco o luto pela luta!

 

 

hoje é dia internacional da mulher e ontem assinalou-se, pela primeira vez, o dia nacional de luto pelas vítimas de violência doméstica.

 

DIA DE LUTO NACIONAL PELAS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

 

 

embora as questões de violência doméstica não tenham como vítimas exclusivas as mulheres (86%), estas continuam na linha da frente das estatísticas nacionais. 

 

ontem assinalou-se o luto hoje assinala-se a vida!

vamos civicamente apoiar esta causa, não virar a cara e estar presente para quem muitas vezes grita por ajuda no tortuoso silencio de um olhar desesperado.

 

 

alguns formas (conhecimento, divulgação, partilha) de apoiar esta luta:

 

 

a comissão para a cidadania e igualdade de género disponibiliza um guia de recursos online na área da violência doméstica para profissionais que trabalham na área. "Neste Guia, pode encontrar os recursos existentes nesta rede nacional de apoio, com desagregação específica por categorias (Estruturas de Atendimento a Vítimas, Forças de Segurança, Saúde, etc.) e por distrito ou ilha de cada Região Autónoma."

 

foi lançada em novembro de 2018 a campanha #VamosGanharALutaContraAViolência (no âmbito do Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres - 25 de novembro)

existe desde 1998 um serviço telefónico, 24 horas por dia / 365 dias por ano, de informação gratuito, anónimo e confidencial , para apoiar as vítimas de violência doméstica (800 202 148). "Esta linha conta com profissionais especialmente formados/as para atendimento a vítimas de violência doméstica, que prestam informação sobre os direitos das vítimas e sobre os recursos existentes em todo o território nacional e onde pode ser obtido apoio psicológico, social e informação jurídica."

linha da violência

 

muitas vezes a falta de informação faz com que as vítimas não usufruam de todos os seus direitos. mais uma vez o conhecimento é poder!  "O sistema de teleassistência a vítimas de violência doméstica surgiu da necessidade de garantir proteção e segurança às vítimas e diminuir o seu risco de revitimação."

 

teleassistencia

 

 

a apav - associação portuguesa de apoio à vitima tem como missão "Apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais e contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas, sociais e privadas centradas no estatuto da vítima." se a quiser ajudar na sua luta, "sem gastar nada", pode doar 0,5% do seu irs.

 

IRS_APAV

 

 

 

os russos são uns fraquinhos

esta manhã ouvi na rádio “portugal ultrapassou a rússia no consumo de álcool” e pensei “gooooooooolo”. não tem nada a ver, eu sei, mas pareceu-me, estupidamente, uma vitória.

mais, estamos acima da média europeia! e pensei, como o slogam da rtp “somos o primeiro!” (espero que tenham conseguido ler a frase entoando o slogam ao ritmo certo).

depois cheguei a casa e a dura realidade caiu sobre mim: não somos os primeiros - parece que a república da moldova (google it) vai quase 3 pontos percentuais acima de portugal; e não aumentámos o nosso consumo de álcool…ou russos é que diminuíram o deles (parece que andavam a ser ameaçados de levar tau-tau).

maiores consumidores de alcool

imagem retirada daqui

 

resumindo e concluindo…continuamos sem grande importância na europa, embora pelo bem da nossa autoestima, estamos um bocadinho acima da média europeia no que respeita ao consumo de álccol  (mais 2,5% yupi)!

o que ganhamos com isto? que haja uma proposta para o aumento dos preços do álcool!

não acho bem!

nestas, como noutras notícias, fiquei sem perceber como foram apurados os dados. falam de inquéritos, mas não dizem qual a amostra, nem como estavam estes construídos. questiono se os camones, os listos, os avecs, e todos os outros que nos escolhem (ainda bem para a nossa economia) para passar férias  não ajudarão para estes números – não é que eu não beba os meus 12, 3 litros de bebidas alcoólicas por ano!

 

3, 2, 1 ... rasurando!

a mami gosta de mandar postas de pescada e praticar a arte do maldizer (só com quem nos desmerece).

a mami está crescida.

a mami vai refinar a sua técnica e dar-lhe alguma seriedade (mas não muita, que não estamos aqui para deprimir ou adormecer!).

a sarin, coitada não sabe no que se meteu, convidou a mami para um projeto (blog coletivo) denominado "rasurando" - que estreia hoje!

a mami disse que sim, mesmo temendo a seriedade (e importância) dos temas que por lá vão ser tratados. 

 

mas então, do que se vai escrever no rasurando? (pois também gostaria de saber! mentirinha...  )

vamos falar de política, sem falar de políticos (vou tentar) ou de partidos. vamos falar dos nossos direitos e deveres. vamos falar do nosso portugal, mas também da europa que integramos. o nosso principal objetivo é refletir com vocês coisas (que nos parecem importantes) para o gozo pleno da nossa cidadania. coisa simples como podem ver.

 

não há por lá arrogância ou pretensão de se ser dono/a do saber ou da verdade; há, apenas, o desafio de se trazer a debate temas que sejam importantes para os autores de cada post (graças ao olimpus que há por cá independência total e respeito pela sensibilidade e estilo de cada bloguista).

 

Untitled.png

 

e já agora, quem é que entrou nesta aventura?

 

para além desta vossa conhecida, temos:

sarin - nem lixívia nem limonada

gaffe - a gaffe e as avenidas

m.c. - naomedeemouvidos

eduardo louro - quinta emenda

júlio farinha - oraviva

pedro vorph – vorph

 

esta equipa de digníssimas individualidades autointitula-se: opus grei

 

temendo não estar a dar a devida seriedade ao assunto (e que a sarin ralhe com a mami), peço-vos que vão passando pelo blog do projeto e que vão debatendo connosco, que nos ajudem a melhorar o que por lá se escreve, pois valoriza-se a diversidade de ideias e opiniões. 

logoRasurando.jpg

 

basta

eu sei que já te vieram com esta conversa, que se fala disto em cada canto, que me vou repetir, que te vou dizer mais do mesmo, mas não consigo resistir! peço, desde já, desculpas pelo abuso na linguagem, mas

apelo

imagem retirada daqui

 

já chega de chuva.

não há bom humor que tolere dias cinzentos em catapulta. se quisesse viver em monocromático ter-me-ia mudado para londres!

eu quero ver as tuas belas cores, o teu verdejante manto salpicado de cor, o intenso azul do oceano que te contorna, as nuances coloridas das tuas cidades.

quero mostrar à minha filha que nasceu num país que inspira fotógrafos, pintores e poetas. que passear pelas tuas ruas e viver as tuas esplanadas é pacificador e prazeroso. que acordamos e temos de ir trabalhar, mas ao sair ainda temos “dia” para brincar e namorar.

portugal portugal, deixa, por favor, o sol voltar a brilhar.

atentamente grata,

uma portuguesa com saudades da tua luz

 

eutanásia: um ato de amor

sou a favor da despenalização da eutanásia / morte medicamente assistida.

acredito que uma pessoas que acompanhou a agonia de alguém que ama (o verbo apresenta-se no presente pois a morte rouba-nos a pessoa mas não o amor que por ela sentimos) é favorável a esta decisão.

há dores tão intensas que embora se sintam não nos arrasam, pois sabemos que essa dor é finita ou está envolta em esperança.

quando sabemos que a dor só terá fim com o fim da vida; que ela não acabará pois já venceu todas as batalhas possíveis, prolongar a vida de dor de uma pessoa é, a meu ver, pura crueldade.

também há a dor silenciosa de quem se perdeu de si em consequência de um acidente ou doença. quando se tem a consciência de que não mais voltará a ser quem foi ou será quem sonhou ser. quem solta gritos mudos e o onde o seu olhar suplica clemência.

como referi aqui acredito que cada indivíduo tem o direito de decidir sobre a sua vida e, consequentemente, sobre a sua morte. acho que deve ser uma decisão baseada numa reflexão apoiada por especialistas (mesmo se se tratar da inclusão desta decisão num testamento vital ou algo semelhante); mas uma decisão da pessoa, com toda a liberdade que as suas decisões têm.

sou a favor da despenalização da eutanásia e não da eutanásia. a decisão de por termo à vida é uma decisão individual. não me compete decidir sobre o poder de decisão dos outros.

se, por questões legais, for chamada a decidir sobre o por termo à vida de alguém (coisa que espero jamais aconteça), farei-o em função daquilo que a pessoa me tenha transmitido. será certamente uma das decisões mais difíceis da minha vida, mas sei que faze-lo é um ato de amor. aceitar a decisão do outro, respeitar a decisão do outro e resistir à vontade egoísta de prolongar a sua presença para satisfazer as minhas necessidades ou acalmar a minha consciência. 

eutanásia: uma to de amor

 imagem retirada daqui

 

este não é um tema fácil de decidir, nem de legislar. admiro a postura do psd em dar liberdade de voto aos seus deputados (independentemente do sentido de voto), pois este tema vai muito além de cores políticas ou decisões partidárias.

 

será que o governo acha que somos parvos?!

isto de estar de baixa à espera que a catraia dê um ar da sua graça dá-me mais tempo para me atualizar do panorama nacional. o que tem sido um erro...grande!

ontem andava eu, ainda, irritada com a treta criada à volta do panteão quando distraída na minha vida começo a ser bombardeada com as sucessivas notícias sobre a greve dos professores, as exigências da classe e as propostas do governo.

no meio de tanto disparate e desigualdade entre funcionários da função pública - não entendo existirem diferentes critérios para um mesmo patrão e não me refiro à situação atual mas à discriminação positiva da qual a classe docente sempre beneficiou ao nível da progressão na carreira e valores auferidos (pena daqueles que entraram a partir de 2010 ... assim como eu) -, ouço a proposta/compromisso do governo de contabilizar todo o tempo de serviço numa próxima legislatura.

mas, mas, mas os senhores acham que somos todos burros.

que governação é esta que empurra tudo para a frente, para que os outros cumpram as suas promessas e que “se amanhem”?

ou pior, será esta uma "rasca" estratégia política para assegurar os votos dos professores portugueses nas próximas legislativas de modo a estes assegurarem a concretização da "promessa".

governo goza com a nossa cara

imagem retirada daqui

 

fiquei enjoada e garanto que nada tem a ver com o meu estado!

 

rapidinhas da semana #4

hoje é dia de rapidinhas ... esta semana os ânimos não têm estado em alta. acredito ser um sentimento nacional, um luto que se respira mesmo que não tivesse sido oficialmente declarado. não vou centrar o post nos malditos incêndios que assolaram portugal, mais uma vez e de um modo implacável, nada tenho de novo a acrescentar ao muito que por aqui já foi dito – destaco, no entanto, um post que vale a pena ler “carta aberta ao pm antónio costa

 

vamos lá às rapidinhas:

 

1 – a queda dos grandes – parece que este não é o ano das equipas portuguesas de futebol na liga dos campeões. benfica, porto e sporting derrapam untados em manteiga! 

 

 2 – a falta de humanidade de antónio costa – não sou defensora de políticos populistas ou paternalistas, mas nesta situação dos incêndios onde o governo tem responsabilidades a vários níveis, um pedido de desculpas a todos os visados e a todos os portugueses pelo pesar que se faz sentir, teria sido prioritário e sinal de grande humildade.

a meu ver, o pedido de desculpas de antónio costa, veio tarde e forçado.

 

3 – campanha de combate ao phubbing - por ignorância desconhecia este termo, para quem se junta a mim nesta vergonha esclareço: phubbing (sem tradução para português) é o “ato de ignorar alguém por se estar constantemente a olhar e a consultarum telemóvel” 

a campanha phone off. fun on da mcdonald's – não decorre, ainda, em portugal -, “pretende combater o phubbing e as refeições interrompidas por ação dos smartphones”.

 

 4 – neste blog rapininha sem madona não é rapininha, por isso: no seu instagram “madonna pede aos fãs para rezarem pelas vítimas dos fogos em portugal e espanha” 

madonna.png

 

 

5 – esta semana este digníssimo blog atingiu o comentário 10 000 ... yeah!

gosto de motivos para comemorar 

a honra foi do chá das cinco no post uma maratona diferente

 

   

via GIPHY

uma maratona diferente

adoro lisboa.

já adorava antes de a madonna a descobrir. 

nunca vivi a tempo inteiro em lisboa. mas a cada visita aumenta a minha paixão.

sei que um dia, há muito que o sei, acabarei por me mudar para a capital.

mas este fim-de-semana foi, mais uma vez, só de visita.

.o.mais.que.tudo. foi correr a rock'n'roll maratona de lisboa.

eu, para além do avançado estado de gravidez, desde que me foi diagnosticada preguicite aguda, não me meteria nesse (doloroso) filme!

já acompanhei .o.mais.que.tudo. em várias provas (berlin, paris, londres), feita maluquinha usando o metro para o "apanhar" e dar alento em vários pontos do percurso (por isso, de certa forma fiz as minhas próprias maratonas).

em lisboa tal não é possível, a prova começa em cascais e termina no terreiro do paço! é certo que não estou para grandes correrias - o pipo inibe esse tipo de loucuras, mas acho uma chatice não haver a possibilidade de acompanhar a prova em vários pontos, até porque sabemos que há determinados momentos, por exemplo aos 30km, que é preciso um boost de energia (e nada melhor do que uma namorada linda com um belo pipinho para dar esse incremento de energia).

resta-me aguardar na meta pela sua chegada ... parece que vão oferecer gelados 

maratona-lisboa.jpg

imagem retirada daqui

rapidinhas da semana #3

esta semana vi-me e desejei-me (adoro estas expressões nacionais) para fugir de notícias menos positivas...no entanto há algumas impossíveis de não registar nesta (não se sabe bem se é) rubrica.

 

1 - sabia que é possível alugar namoradas em portugal por 60 euros/hora? parece que o mundo está mesmo a ficar louco, ou então a solidão é avassaladora. será que deixámos de saber como nos relacionar, naturalmente, com o outro. "não é suposto haver contacto físico. aqui não há sexo envolvido. (...) os nossos clientes ‘compram’ habitualmente estas namoradas para passeios, jantares fora e cinema. queremos dar aos homens uma oportunidade de desfrutar dos benefícios de ter uma namorada sem todos os aborrecimentos. (...) alugar uma namorada faz um homem sentir como é querido, amado, cuidado e todos os mesmos sentimentos de ter uma namorada real"

 

2 - fogos: os erros repetem-se e os responsáveis sobrevivem à fogueira! os incêndios voltaram. fora de época e de forma grotesca. os efetivos já tinham sido reduzidos. o trabalho foi muito. parecia início de verão. o que me lembrou que afinal está tudo igual. não foram apresentados relatórios, medidas ou soluções para prevenir e tornar mais eficiente a intervenção nos incêndios em portugal. 

 

 

3 - seleção portuguesa de futebol chegou à luz, viu e venceu! derretemos a paciência dos chocolatinhos suíços e deliciamo-nos com a vitória.podia ter sido um jogo mais belo? podia. mas no fim o que conta é o resultado e esse é a nosso favor. isso fez-me lembrar que o meu shot preferido é o kalashnikov, espero brindar com alguns, mesmo que no café da aldeia, às vitórias de portugal no mundial na rússia.

 

4 - operação marquês. confesso que não sou nada dada a política e procuro saber o essencial para ter os pés bem assentes na terra. mas após a vitória do isaltino em oeiras e as novas "evidências" da operação marquês fico genuinamente perdida. como é que um governate "socialista" despena o seu povo? pois já estou a condenar...mas há demasiado fumo para o senhor estar "inocente"! no entanto tenho de confessar que lhe admiro a lata!

 

5 - bang fit, para nos mantermos em forma, mesmo não gostando de fazer exercício físico. qual a premissa deste novo método inovador? o sexo. tonifique, faça cardio e perca peso, fazendo o que mais gosta (ou não). não percam o vídeo é maravilhoso, sobretudo na parte em que explica o funcionamento da app/treino e um mimo: dá para partilhar os resultados nas redes sociais! 

 

 

 

6 - não podia acabar esta rapinhinha sem falar da madonna. acho que vai ser o meu "tema mascote". coitadinha que ainda não arranjou casa em lisboa. eu bem que lhe cedia a nossa casa na capital, mas parece-me que não lhe irá preencher as medidas! 

mas a este propósito e porque adorei ver o filho a festejar os golos da seleção, apoio a iniciativa da rfm: uma casa para madonna.

madonna

 

Mais sobre mim

com o teu irs ajudar não custa mesmo nada

com um xi-coração podes ajudar!

leitura para crianças

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

rasurando

logo.jpg

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

segues-me?

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D