Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

a pasmaceira da rotina

mais um ano a terminar.

outro quase a começar.

e eu, aqui, a sentir-me…perdida nesta transição.

tirando a magia e constante desafio da maternidade, sinto que 2018 foi um ano insosso quer a nível profissional, quer ao nível dos relacionamentos.

a questão é que não sei se posso ou não dissociar este facto, do facto de ter sido mãe e isso necessariamente ter mudado a minha vida.

a nível profissional praticamente só trabalhei meio ano… saí e voltei e tudo se manteve igual, sem novos desafios, sem mudanças, ou seja, sem me dar pica.

no meu relacionamento amoroso, pelo acréscimo das exigências que a pequena me trouxe, estou menos tolerante para comportamentos egoístas, para aí aí aí que me dói o dedo do pé, para atitudes do género “se faço de conta que não vi, não tenho de fazer”- agora compreendo porque nem todos os relacionamentos resistem ao nascimento da primeira cria! por cá as discussões viraram rotina e ... já não há paciência!

com os amigos apetece estar mas nunca se consegue estar a 100% porque há um ser maravilhoso que depende e exige de nós. por outro lado, há os contextos de grupo os quais nem sempre são adequados a pequenas princesas. pelo que acabo por me dar e dedicar apenas aos amigos do coração, os outros (os dos copos, os das compras, os do trabalho, os novos…) terão de esperar ou esquecer a minha existência – por vezes tenho saudades destes, são relações mais leves. estes momentos com seres externos ao lar exigem planeamento, gestão para que corra tudo bem... por isso parece que estou a preparar um evento no trabalho 

a maternidade trouxe-me uma rotina que me perturba.

a rotina é chata.

a rotina cria padrões.

a rotina limita a espontaneidade.

a rotina mata a criatividade.

a rotina não me traz felicidade.

sei que a princesa precisa da rotina.

sei que a rotina lhe traz segurança.

assim, procuro o equilíbrio.

uma rotina que não me leve à loucura, com umas fugas aqui e ali, que não lhe tragam desconforto.

como vêm com ela tudo perfeito.

com ele, os outros e o trabalho… pois vamos ver.

rotina

fotografado pela mami: arte de rua - ilha terceira, açores

12 coisas que aprendi nos primeiros 3 meses de maternidade

1 – os dias de desespero acabam por passar. parece que não têm fim…mas têm. lembro-me neste período de andar esgotada e ao final do dia ter um misto de emoções; por um lado o saber que poderia finalmente descansar – abençoada a minha filha que desde o primeiro mês de vida que passou a dormir 6h/7h por noite; por outro a frustração de saber que no dia seguinte seria outra vez tudo igual – cólicas, refluxo, choro, desespero.


2 – vamos crescendo enquanto mães. os receios iniciais – de dar banho, de ficar sozinha com a bebé porque algo poderia acontecer, de não lhe conseguir aliviar-lhe a dor, de não a conseguir ajuda-la quando bolsava e se engasgava, … – vão dando lugar a um ser observador que começa a distinguir situações, a ganhar experiência e a tornar-se confiante no trato daquele pequeno ser com quem está 24h sobre 24h. passamos a ser as maiores especialistas dos nossos bebés.


3 – as coisas más / dolorosas esquecem-se. parece nascer em nós uma maturidade emocional capaz de reter apenas o que vale a pena. não esquecemos as situações, simplesmente não sentimos dor ao recordá-las.


4 – priorizamos tudo o que tem a ver com o bebé – o cuidado, a alimentação, o bem estar – físico e emocional, o desenvolvimento, a roupa… e pomos de lado as nossas necessidades. não o fazemos conscientemente. simplesmente acontece. mas à medida que o bebé cresce, nos voltamos a integrar-nos em nós. continuamos a dar prioridade ao bebé e às suas necessidades, mas passamos a arranjar tempo para nos respeitar enquanto pessoas.


5 – bolso n.º 5 passa a ser o nosso perfume diário – cheguei a um ponto em que mudava de roupa 5 vezes por dia, outro em que desisti de o fazer…parecia que de qualquer maneira cheirava sempre a leite azedo!


6 – as dúvidas são muitas, as incertezas não acabam. valha-nos a internet, as amigas, a mãe, a irmã, a enfermeira, o pediatra, a saúde 24, o vizinho e o periquito para nos darem algum (des)sossego.


7- vamos perceber que tudo o que planeamos fazer durante a nossa licença de parentalidade não vai acontecer.


8 – quando o nosso bebé faz 3 meses e revemos as fotografias dos primeiros dias, temos  a sensação de que aquilo foi numa outra vida! e no meu caso pensei “ai filha como eras feia”! 


9 – um novo universo comunicacional nasce em nós. a nossa linguagem é dominada por um novo léxico e o cocó passou a ser um dos temas centrais da nossa vida.


10 – vamos agradecer a comida congelada da mamã, do marido ou da vizinha. porque sem ela muitas vezes não teríamos hipótese de ter um almoço decente!


11- para quem pode, amamentar é a melhor forma de recuperar a forma física – o pediatra da minha pequena acrescenta mais umas quantas razões relacionadas com a saúde da mulher.


12 – não é mentira, não é um conselho em vão: dorme sempre, quando e onde puderes e, arranja quem te ajude nas lides domésticas – nem que seja apenas por uns meses!


 



12 coisas que aprendi nos primeiros 3 meses de maternidade


 


 


deixo aqui um texto da mia, feito de ternura, onde partilha o primeiros três meses do seu monstrinho.

Mais sobre mim

Mensagens

leitura para crianças

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

diz não à violência doméstica

instagram

mami.amora

facebook

pinterest

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg