Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

vilalara thalassa - ideal para lavar a capa

o algarve é sempre uma boa escolha quando se procura um tempo agradável – a nível climatérico e a nível do ritmo a que se vive o dia.

encontrei um local onde a paz é total, onde o ritmo esmorece, a pressa desaparece e onde se podem apreciar pormenores que nos fazem sorrir.

a natureza enquadra cada edifício do resort e as cores intensas em tons de verde, bege e azul, fundem-se em total harmonia.

espaços grandes (quartos e áreas comuns), sem confusões, pequeno-almoço divinal e acesso direto à praia…assim é o vilalara thalassa resort, em porches.

 

quarto super clean e confortável

 

 

 

57485826_452499038819754_6959357065596764160_n.jpg

um belo romance 

 

 

 

57504171_2163920750395387_3498945904264609792_n.jp

a casinha de brincar é um mimo   

há também um espaço de atividades para crianças e um parque infantil (o hotel é completamente baby friendly!)

 

 

 

57538157_2064282803627598_6830382487642832896_n.jp

a praia das gaivotas... o nome encaixa na perfeição

 

 

 

57572661_173018813611995_8594928466439176192_n.jpg

natureza diversa um pouco por todo lado

57602800_1234138296751989_5181212142304493568_n.jp

 

58373993_2171113549591424_927052451570253824_n.jpg

 

 

 

58375080_413618536097750_4801443519015157760_n.jpg

belos pormenores perfeitamente enquadrados no todo

58442985_593849161091811_7086668056688066560_n.jpg

 

 

 

58377730_411080099682309_7667494711967350784_n.jpg

uma piscina de água salgada partilhada 

 

 

 

58441252_286019232281735_4473962119645102080_n.jpg

momentos perfeitos 

 

 

 

vilalara thalassa é um pequeno luxo, é certo, mas sempre acreditei que temos direito aos nossos desejos de requinte...e uma vez não são vezes 

 

 

miminhos para todos 

 

 

não tem sido um ano fácil, entre as exigências do trabalho e as da maternidade sinto-me cansada, sem energia e, constantemente, à beira de um ataque de nervos. um fim-de-semana neste pequeno paraíso em terras lusas permitiu que quebrasse com a rotina que aligeira-se a carga que me imponho, que deixa-se fluir a energia contida! não estou como nova, mas estou bem melhor ;)

neste belo local ou noutro qualquer, o fazer este corte com a realidade deveria ser obrigatório, como se de uma prescrição médica se tratasse. muitas vezes deixamos que as responsabilidades, as preocupações, os problemas nos engulam, nos roubem o ar, a energia, a alegria. e muitas vezes quando damos conta já estamos tão longe de nós que reencontrar-nos se torna difícil.

somos super mulheres e super homens, mas de vez em quando é preciso parar um pouco para lavar a capa, tirar-lhe todo o peso que carrega, para não deixar que o seu peso nos afunde e nos impeça de voar. não há maior mostra de coragem, do que reconhecer (sobretudo perante nós próprios) que precisamos de parar um pouco.

 

por do sol Vilalara Thalassa Resort

um pôr-do-sol inspirador

mercure figueira da foz - uma desilusão

detesto escrever sobre desilusões, sobretudo por isso implicar que houve algo que não me fez feliz.

estive recentemente, por motivos profissionais, na figueira da foz. foi uma viagem curta, o tempo livre para lazer não era muito pelo que a escolha do hotel teve como critérios primordiais o preço e a localização.

depois de alguma pesquisa optei pelo mercure figueira da foz. um hotel 4 estrelas em frente ao mar, a um preço razoável. optei por pagar um pouco mais para poder ter o quarto com vista mar (quando o tempo é pouco a vista ajuda a aproveitar o que o local nos proporciona).

 

na escolha do quarto esta é a fotografia que o site me apresenta: 

 

mercure figueira da foz desilusão

 

 

este foi o quarto que me atribuiram

mer fig foz.jpg

 

vamos lá fazer um jogo: encontre as 8 diferenças!

e ganhe uma grande banhada!

(sei, a luz é diferente...nem a beleza do pôr-do-sol faz milagres!)

 

para além de o quarto nada ter a ver com o que foi pago, embora tenha de admitir a vista mar, os vidros estavam de tal forma sujos que mar se podia apreciar a tal vista.

 

tenho de confessar que o que mais me incomodou foi o aspeto descuidado do quarto, que a nível do material e equipamentos, quer ao nível da limpeza.

mercure figueira da foz nunca mais

 

com os nervos esqueci-me de tirar fotografias à casa de banho, mas acreditem que é na mesma linha do que aqui vêm.

 

outra das maravilhas deste alojamento foi trazer-me o que há muito não ouvia: as cambalhotas dos vizinhos. obrigadinha pelo áudio-porno ao vivo. tão vivido que me acordou e me fez questionar, na loucura de quem está semi-acordado, se estariam no mesmo quarto que eu! (parabéns ao protagonista que me deixou com certa inveja de seu par).

 

 

 se forem à figueira da foz, ponderem bem as vossas alternativas de alojamento. certamente que por 60€/noite, arranjam melhor.

este hotel de 4 estrelas, não faz jus a tal categoria.

 

o hotel veste-se muito bem - lembrou-me a minha mãe a falar de algumas pessoas que são só aparência.

mercure figueira da foz, não!

 

estas fotografias são da entrada do hotel e espaços comuns… nada têm a ver com o quarto. vestem-se de pele e vendem plástico!

 

um aspeto positivo a realçar, o único, é a simpatia dos funcionári@s.

 

 

 

douro 41

sei que é segunda-feira.

sei que as saudades do fim-de-semana sentem-se intensamente.

sei que temos 5 dias de trabalho pela frente.

quiçá por saber tudo isto é que hoje é um bom dia para vos falar de um hotel onde o relax é garantido 

 

douro 41 é um hotel situado em castelo de paiva – se o objetivo é conhecer a zona do douro vinhateiro, não se deixem enganar pelo nome. Este hotel é ideal para relaxar, com um enquadramento deslumbrante em tons de azul e verde.

 

douro 41 quuarto

 

a pg, através da janela do quarto, a contemplar o mundo a seus pés 

 

 

 

douro 41

 

ao chegar ao hotel encontramos um edifício, aparentemente, despretensioso perfeitamente enquadrado no meio envolvente.

 

 

 

douro

 

vista desde uma das zonas de lazer do hotel, localizado ao quilómetro 41 do rio douro

(a contar desde a sua foz)

 

 

 

vista douro

 

passear pelos espaços exteriores do hotel é uma experiência relaxante e cativante pela beleza natural que nos envolve.

 

 

 

douro 41 piscina

 

uma piscina que parece camuflada no próprio rio. um dos aspetos mais positivos do hotel é a sua arquitetura e a forma como respeita o meio envolvente. infelizmente a piscina exterior ficou por experimentar 

 

 

 

quarto douro 41

 

o quarto é maravilhoso (e está muito longe de ser o melhor do hotel), a vista é inspiradora, a cama super confortável e a casa de banho gigante com uma boa temperatura pressão de água (um dos meus critérios de excelência para avaliar o quarto de hotel!)

 

 

 

douro 41 mimos

 

uma cafeinodependente como eu, adora quartos de hotéis com máquina de café. poder beber um café ao acordar, com aquela vista, e quando todos ainda dormem, é um momento de relax prazeroso que muito valorizo.

os biscoitos são um plus, miminho do hotel.

o pequeno almoço é também repleto de detalhes e com muita variedade e qualidade!

 

 

 

hotel douro 41

 

a vista do hotel é maravilhosa. em vários espaços somos invadidos pela beleza exterior que o envolve.

 

 

mami não gostou (e a pg também não):

da temperatura da piscina interior.

demasiado fria para ser confortável na perspetiva de relax, obviamente que se fosse para lá fazer piscinas aquecia mas objetivo de uma piscina de spa não é esse! 

 

da demora no atendimento no bar do hotel - no qual servem refeições ligeiras muito boas e com muita simpatia...mas o tempo que demora...ai o tempo!

guimarães e a feira afonsina

 

guimarães

 

o passado fim de semana foi passado na histórica cidade de guimarães. esta é uma cidade à qual me apraz sempre regressar.

desta vez o regresso foi envolto em magia de outros tempos.

sou confessa apaixonada por feiras medievais e tive o privilégio de estar a decorrer, na cidade de guimarães, a feira afonsina (decorreu de 22 a 25 de junho).

feira afonsina.jpg

a feira, de acesso gratuito, é gigante e dispersas por várias ruas e praças da cidade, incluindo, inevitavelmente, o castelo de guimarães. tem animação para todos os gostos, representações de rua, recriações históricas, jogos, comes e bebes (não resisti aos maravilhosos crepes, às sandes de porco no espeto e à bela da sangria). em anos vindouros, se gostarem deste tipo de feiras, não percam a de guimarães.

*

no domingo de manhã, ao passear pelas principais praças da cidade, notei que estas eram preenchidas, sobretudo, por seniores. refleti sobre a possibilidade da cidade estar com uma população bastante envelhecida ou quiçá, estamos apenas, perante uma cidade em que a sua população, independentemente da idade, gosta de aproveitar e viver a sua cidade (sendo que os mais jovens estariam ainda a dormir em consequência dos "estragos" da noite anterior na feira afonsina ).

guimarães pela manhã

 *

o ponto negativo desta minha passagem pela cidade: o alojamento. não foi mau, mas foi uma desilusão.

pelos compromissos que tínhamos achámos que a melhor opção seria um hotel no centro da cidade. optamos pelo santa luzia arthotel. um hotel 4 estrelas que pelo preço (125€ noite, com desconto pois o preço de tabela é 180€) e pelas fotos promocionais promete mais do que oferece. não posso dizer que seja um mau hotel, mas acredito da equação simples de relação preço/qualidade. este hotel não vale o que custa. os quartos são minimalistas, o acesso a piscina interior é pago à parte (numa tarifa deste valor não se justifica), e há 3 coisas que valorizo imenso nos hotéis: a cama, o banho e o atendimento.

por azar:

. dormi super mal, as almofadas eram horrivelmente duras, acordei com dor de pescoço;

. a meio do duche gelei! a água quente desapareceu por segundos e enquanto gelava por fora, fervia por dentro!

. ao pequeno almoço tive de esperar 15 minutos por um café expresso, após ter renovado o pedido passados 10 minutos de espera – não se justificava perante o n.º de hóspedes e funcionários disponíveis.

não recomendo este hotel, por este valor e até menos encontram-se opções, certamente menos pretensiosas e mais ajustadas.

 

h2otel, o relax na serra

fui passar o aniversário a serra da estrela. estava um pouco triste pois sabia que ainda não tinha nevado e a serra sem neve, pensava eu, pouco interesse tinha.

ao chegar ao início do baile de curva e contra curva, e começar a ficar rodeada das magnificentes montanhas, de imediato rendi-me à impressionante beleza do local. lembrei-me de imediato de uma frase que ouvi muitas vezes: "tens de aprender a aceitar e aproveitar o que a vida te dá em cada momento".

maravilhada com o enquadramento cheguei ao h2otel em unhais da serra. hotel com bela arquitetura que de imediato me fez recordar uma rampa de sky.

h2otel

 foto retirada daqui

 

o hotel é divinal, sóbrio e caloroso. o staff é simpático e o quarto muito acolhedor - o nosso tinha uma magnífica varanda com vista para a serra. senti-me a heidi (patrocinada pela clara :D ).

h2o_hotel_06.jpg

 foto retirada daqui

mas o que efetivamente distingue este hotel é o aquadome, um espaço com piscinas, jacuzzi e circuíto celta (banho turco, sauna, sauna com cromoterapia, hamma, duche quente e frio) num cenário envolvente e maravilhoso. 

h2hotel

 

um dos aspetos que mais me apaixonou foi estar, no exterior, na piscina de água quente (com diversos jatos); uma excelente sensação de quente e frio (o corpo quentinho na água e o nariz gelado :D ). há uma sala com espreguiçadeiras, a sala da árvore, que é muito bonita, parece que estamos dentro duma gruta na qual nasceu uma imponente árvore!

é uma experiência que vale a pena!

 

um outro apontamento imperdível é o restaurante lenda do viriato em unhais da serra. possui um menu com pratos diversos, respeitando o tradicional mas dando-lhe apontamentos de requinte. por exemplo: comemos um bacalhau no forno acompanhado com puré de maça e gratinado de couve flor. toda a decoração e indumentária dos colaboradores recordam os tempos medievais.

lenda do viriato

 

diz-se que: o pequeno almoço no hotel foi também divinal, com produtos locais e diversos!

 

 

 

Mais sobre mim

leitura para crianças

com um xi-coração podes ajudar!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg