Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

vilalara thalassa - ideal para lavar a capa

o algarve é sempre uma boa escolha quando se procura um tempo agradável – a nível climatérico e a nível do ritmo a que se vive o dia.

encontrei um local onde a paz é total, onde o ritmo esmorece, a pressa desaparece e onde se podem apreciar pormenores que nos fazem sorrir.

a natureza enquadra cada edifício do resort e as cores intensas em tons de verde, bege e azul, fundem-se em total harmonia.

espaços grandes (quartos e áreas comuns), sem confusões, pequeno-almoço divinal e acesso direto à praia…assim é o vilalara thalassa resort, em porches.

 

quarto super clean e confortável

 

 

 

57485826_452499038819754_6959357065596764160_n.jpg

um belo romance 

 

 

 

57504171_2163920750395387_3498945904264609792_n.jp

a casinha de brincar é um mimo   

há também um espaço de atividades para crianças e um parque infantil (o hotel é completamente baby friendly!)

 

 

 

57538157_2064282803627598_6830382487642832896_n.jp

a praia das gaivotas... o nome encaixa na perfeição

 

 

 

57572661_173018813611995_8594928466439176192_n.jpg

natureza diversa um pouco por todo lado

57602800_1234138296751989_5181212142304493568_n.jp

 

58373993_2171113549591424_927052451570253824_n.jpg

 

 

 

58375080_413618536097750_4801443519015157760_n.jpg

belos pormenores perfeitamente enquadrados no todo

58442985_593849161091811_7086668056688066560_n.jpg

 

 

 

58377730_411080099682309_7667494711967350784_n.jpg

uma piscina de água salgada partilhada 

 

 

 

58441252_286019232281735_4473962119645102080_n.jpg

momentos perfeitos 

 

 

 

vilalara thalassa é um pequeno luxo, é certo, mas sempre acreditei que temos direito aos nossos desejos de requinte...e uma vez não são vezes 

 

 

miminhos para todos 

 

 

não tem sido um ano fácil, entre as exigências do trabalho e as da maternidade sinto-me cansada, sem energia e, constantemente, à beira de um ataque de nervos. um fim-de-semana neste pequeno paraíso em terras lusas permitiu que quebrasse com a rotina que aligeira-se a carga que me imponho, que deixa-se fluir a energia contida! não estou como nova, mas estou bem melhor ;)

neste belo local ou noutro qualquer, o fazer este corte com a realidade deveria ser obrigatório, como se de uma prescrição médica se tratasse. muitas vezes deixamos que as responsabilidades, as preocupações, os problemas nos engulam, nos roubem o ar, a energia, a alegria. e muitas vezes quando damos conta já estamos tão longe de nós que reencontrar-nos se torna difícil.

somos super mulheres e super homens, mas de vez em quando é preciso parar um pouco para lavar a capa, tirar-lhe todo o peso que carrega, para não deixar que o seu peso nos afunde e nos impeça de voar. não há maior mostra de coragem, do que reconhecer (sobretudo perante nós próprios) que precisamos de parar um pouco.

 

por do sol Vilalara Thalassa Resort

um pôr-do-sol inspirador

mercure figueira da foz - uma desilusão

detesto escrever sobre desilusões, sobretudo por isso implicar que houve algo que não me fez feliz.

estive recentemente, por motivos profissionais, na figueira da foz. foi uma viagem curta, o tempo livre para lazer não era muito pelo que a escolha do hotel teve como critérios primordiais o preço e a localização.

depois de alguma pesquisa optei pelo mercure figueira da foz. um hotel 4 estrelas em frente ao mar, a um preço razoável. optei por pagar um pouco mais para poder ter o quarto com vista mar (quando o tempo é pouco a vista ajuda a aproveitar o que o local nos proporciona).

 

na escolha do quarto esta é a fotografia que o site me apresenta: 

 

mercure figueira da foz desilusão

 

 

este foi o quarto que me atribuiram

mer fig foz.jpg

 

vamos lá fazer um jogo: encontre as 8 diferenças!

e ganhe uma grande banhada!

(sei, a luz é diferente...nem a beleza do pôr-do-sol faz milagres!)

 

para além de o quarto nada ter a ver com o que foi pago, embora tenha de admitir a vista mar, os vidros estavam de tal forma sujos que mar se podia apreciar a tal vista.

 

tenho de confessar que o que mais me incomodou foi o aspeto descuidado do quarto, que a nível do material e equipamentos, quer ao nível da limpeza.

mercure figueira da foz nunca mais

 

com os nervos esqueci-me de tirar fotografias à casa de banho, mas acreditem que é na mesma linha do que aqui vêm.

 

outra das maravilhas deste alojamento foi trazer-me o que há muito não ouvia: as cambalhotas dos vizinhos. obrigadinha pelo áudio-porno ao vivo. tão vivido que me acordou e me fez questionar, na loucura de quem está semi-acordado, se estariam no mesmo quarto que eu! (parabéns ao protagonista que me deixou com certa inveja de seu par).

 

 

 se forem à figueira da foz, ponderem bem as vossas alternativas de alojamento. certamente que por 60€/noite, arranjam melhor.

este hotel de 4 estrelas, não faz jus a tal categoria.

 

o hotel veste-se muito bem - lembrou-me a minha mãe a falar de algumas pessoas que são só aparência.

mercure figueira da foz, não!

 

estas fotografias são da entrada do hotel e espaços comuns… nada têm a ver com o quarto. vestem-se de pele e vendem plástico!

 

um aspeto positivo a realçar, o único, é a simpatia dos funcionári@s.

 

 

 

six senses douro valley em dia da nossa tradição

a tradição é definida como um “símbolo, memória, recordação, uso, hábito”, normalmente, vindo de gerações passadas.

sempre fui muito ligada ao passado, à família e às tradições. acho importante perpetuar os costumes familiares de forma a estabelecer um fio condutor da nossa identidade.

considero que é tão importante respeitar e cumprir as tradições familiares, quanto criar as nossas próprias tradições - criar algo nosso, que respeitemos e que nos traga felicidade.

quando comemorei o primeiro ano de namoro com o.meu.mais.que.tudo., para celebrar, fomos passar a noite num hotel maravilhoso, o six senses douro valley - até hoje o melhor hotel em que estive em portugal.

six senses dv

vista do nosso quarto no six senses douro valley

 

enquanto usufruíamos daquela maravilha decidimos que todos os anos, pelo nosso aniversário, experimentaríamos um novo hotel. iriamos, a cada ano, festejar o nosso amor num novo local, construindo novas memórias, vivendo experiencias diferentes.

criámos a nossa tradição para festejar o amor. temos honrado esta tradição. faz-nos bem sair da rotina, namorar e comemorar.

não comemoramos o dia dos namorados, não consideramos que seja uma tradição nossa. celebramos o nosso dia. o dia em que decidimos que queríamos estar um com o outro e um para o outro. o dia em que demos aquele beijo que, mesmo após tantos outros, ficou gravado em nós.

gosto da nossa tradição. por termos tornado esse dia diferente, consigo lembrar-me onde estava em cada um dos nossos aniversários.

é bom criar tradições. é bom vivê-las.


deixo aqui outros hotéis que experimentamos no nosso dia:

h2otel

aqua village

ACMA

este post integra o projeto acma - a cultura mora aqui.

o acma acolhe bloggers e youtubers que partilham o desejo de contribuir para a promoção cultural online.

podes descobrir mais sobre o projeto na página do facebook, na revista ou através do email:  acma.cultura@gmail.com 

tudo a postos para relações clandestinas

precisei de um hotel para pernoitar com o mais que tudo. não queríamos gastar muito dinheiro pois não iriamos usufruir do hotel mais do que o estritamente necessário, ou seja, uma boa noite de sono. fiz o processo normal: entrei no site do booking, coloquei a cidade e ordenei por preços; eliminei todos aqueles que me pareceram duvidosos e dos quais poderia sair com um órgão a menos; encontrei um a um preço muito razoável.
chegámos ao local e a receção era um intercomunicador. tudo bem. a voz do outro lado ordena a entrada por uma garagem. ok. entramos por um corredor (túnel) e a box da garagem abriu, assim que entrámos, fechou. ainda meia atordoada por aquele procedimento, subi umas escadas que, pensava eu, me levariam à receção, e qual o meu espanto quando chegámos ao quarto. foi naquele momento que me caiu a ficha: nós estávamos num motel para quecas inexistentes!


reação do mais que tudo perante o meu choque: uma gargalhada (.p.r.o.l.o.n.g.a.d.a.)

minha reação ( juro que nada armada em puritana): uma sensação de desconforto por sentir "sexo e traição" por todo lado

repentinamente fui tomada pela consciência maravilhosa de haver imensas coisas que me têm escapado (não a traição no mundo dos adultos) mas a constatação que ainda tenho muito a descobrir e experimentar (sei: umpouco parva, eu sei...e infantil quiçá). veio de seguida o maravilhamento ao ver um espelho gigante e ao constatar que o miminho na mesa de cabeceira não era um bombom ... mas sim um preservativo; de seguida veio uma tristeza imensa ao verificar que o colchão não era de água (nos filmes costumam ser!) ... mas a tristeza brevemente passou ao ver a banheira de hidromassagem .g.i.g.a.n.t.e.

motel


confesso que estava tipo nerd a verificar se estava tudo limpinho enquanto o meu mais que tudo gozava comigo e  perguntava: o que é que tu achas que fazem os casais nos quartos dos outros hotéis?

era tudo muito novo para mim…ok?!


outro momento excecional foi quando saímos para jantar (na total discrição própria dos adúlteros); encontramos, na nossa box de garagem privativa, uma informação que referia que a porta da garagem só abriria quando o corredor estivesse desimpedido. tudo preparado para perfeitos encontros clandestinos.


confesso que esta experiência por um lado me fascinou, por outro me assustou pelo facto de efetivamente uma traição poder não deixar rasto; e como está tudo montado para que isso aconteça! 

férias em agosto...como sobreviver

como referi anteriormente este ano vamos ter férias em agosto. entre várias azafamas...esquecemos de as marcar antecipadamente.

para evitar gastar o nosso orçamente para este e o próximo ano optamos por um percurso pelo interior alentejano.

no segundo dia vamos rumar a moura. a nossa escolha prendeu-se com o alqueva. conhecer o maior lago artificial da europa é atrativo.

existem diversas empresas com percursos turisticos no alqueva - por mar, por terra e pelo ar!

Alqueva - alentejo

 

 

 

 

 

 

 

 

a visita à "nova" aldeia da luz é também um ponto obrigatório.

 

o hotel escolhido para a segunda noite foi o hotel de moura (por 37,50€ noite com pequeno-almoço). um achado eu sei 

hotel moura

 

 

 

 

 

 

 

 

diz-se que: nem só de coisas bela é feita a pesquisa para as férias. vale a pena ver o testemunho do povo da aldeia da luz - aldeia submersa para a contrução do alqueva- de como o alqueva lhes mudou a vida.

vêm aí as férias...e agora?!

não sou o ser mais organizado do mundo, mas no que diz respeito a férias costumo ser atinada.

este ano, entre a azafama e as mudanças, cheguei a esta altura sem ter nada marcado e sejamos honestos, para quem tem férias em agosto, não preparar com antecedência é sujeitar-se a preços elevados ou ao que ninguém quer. estratégia para melhorar este cenário? vou para onde poucos querem ir.

portugal, e ainda bem, está na moda. a sua costa é muito procurada, muitos alojamentos já estão esgotados e os preços em alta. portanto, escolhi o interior alentejano.

ao iniciar a minha pesquisa verifiquei que há imensas herdades e locais mágicos no interior alentejano. apaixonada pela enologia há um sem fim de locais por onde me posso perder. mas não me posso esticar nos alojamentos dos produtores que nesta belo mês de agosto são também bastante dispendiosos.

bem a intenção é pegar no carro e percorrer alguns pontos da região (o simplex fica com urticária se passar muito tempo no mesmo local), experimentaremos assim vários locais e alojamentos. 

começaremos o nosso itinerário na praia de melides (grândola), um pouco de areia e mar antes de nos entranharmos no interior alentejano. depois da praia...o relaxante descanso em beringel (entre ferreira do alentejo e beja), no monte da diabroria , alojamento de 1 noite com pequeno almoço por 65€ - fabuloso em pleno agosto  

 Monte da Diabroria

 

 Monte da Diabroria - relax viw

 diz-se que: o relax das férias e o calor do verão favorecem a conceção

Mais sobre mim

com o teu irs ajudar não custa mesmo nada

com um xi-coração podes ajudar!

leitura para crianças

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

rasurando

logo.jpg

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

segues-me?

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D