Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

espada de são jorge

as plantas nunca foram o meu forte. por razões que desconheço nunca sobreviveram muito ao meu lado (quiçá, admita eu, tenha sido alguma falta de cuidado da minha parte). um de tantas relações falhadas!

aconselharam-me agora, que estou numa fase em que procuro uma maior comunhão com a natureza, a espada de são jorge. quem me aconselhou esta planta que até aqui só conhecia como “línguas de sogra”, disse que o fazia por dois motivos:

1.º -  não é uma planta exigente ao nível de cuidados (rega duas vezes por semana), é muito resistente e adapta-se bem ao interior e ao exterior da casa;

2.º - (conhecendo a minha panca pelo equilíbrio das energias) esta planta é conhecida por ser um escudo protetor contra as energias negativas e por purificando o ar (graças à produção noturna de oxigênio).

assim, à primeira vista, diria que é uma planta talhada à minha medida. vamos lá ver se se verifica a sua resistência e se encontrei finalmente a minha compatibilidade no mundo das plantas!

 

espada de são jorge

para além da sua resistência e das suas propriedades esotéricas dá uma bela cor à decoração!

(obviamente que as restantes plantas da imagem são artificiais )

 

espada de são jorge no quarto

pelas suas características purificadoras do ar coloquei uma espada de são jorge bebé no quarto da minha princesa!

antes do ano acabar

eu queria muito, juro que queria, mas já não vou a tempo

a minha casa precisa de uma limpeza profunda, expelir energias negativas, dar espaço para as novas e boas energias entrarem...

mas eu...

trabalho,

tenho um blogue,  

tenho amigos,

tenho vida!

eu queria muito,

mesmo muito,

mas não dá!

vou receber 2017 com os estores e janelas sujos,

com pó aqui e alí, 

com roupa por engomar...

mas...

de missão cumprida profissionalmente

e

coração cheio por te conseguido chegar a todos os seres que me fazem feliz

por isso,

que se lixe o pó!

a superstição pode estar errada e trazer-me em 2017 os rendimentos necessários para uma fada do lar me amparar!

families-birth_controls-family_planners-careers-am

 

dona de casa desesperada

nunca fui uma pessoa que se divertisse com a limpeza e organização do lar, certamente esse extra não veio com as minhas definições de origem e, com o passar tempo, nunca fui quitada com tal elemento. assim, utilizo a lei do menor esforço em tudo o que concerne à conservação e manutenção da higienização da habitação.

há no entanto certos fatores que me agoniam a alma, nomeadamente o bolor nos espaços entre azulejos no chuveiro. por mais que esfregue, aquela massa nojenta de fungos, apenas se esbate.

sou consciente de que o que para mim é um exercício infindável de esfreganço, para qualquer boa dona de casa é o momento introdutório do ritual de limpeza.

não posso deixar de recordar a técnica de uma das pessoas mais conscienciosas e rigorosa que já conheci no campo da limpeza: no final de tomares banho, deves esfregar os azulejos e a cabine do duche de modo a que tudo fique limpo – perante a minha questão: mas vou sujar-me depois de tomar banho? não faz sentido! ela apenas respondeu: sujar? mas onde tomas tu banho? juro que imagino a cara de nojo e de desprezo desta deusa da limpeza se visse o bolor no espaço entre os azulejos do meu duche!

bem, era tal o meu desespero que ponderei chamar alguém da área da limpeza para intervir (uma daquelas senhoras que por 5€ a hora esfrega incessantemente ate tirar o brilho de azulejos, fogões e outro qualquer lugar ou por vezes riscar e estragar... ops muita intensidade! estava apenas a arrastar a situação em função do orçamento.

é aqui que o milagre aconteceu! um génio concedeu-me o desejo da libertação! disse-me apenas: borrifas-me entre eles, dás-me 10minutos e verás! e vi! e senti um misto entre a incredulidade e a plena gratidão. todo o bolor desapareceu, os espaços entre os azulejos estavam de um branco perfeito … sem eu ter feito o menor esforço! senti um pleno prazer, a libertação de toda a tensão acumulada. sorri, saltei, gritei!

 

o génio chama-se uhu !

donas de casas desesperadas

imagem retirada daqui 

diz-se que: há magia no ar 

Mais sobre mim

leitura para crianças

com um xi-coração podes ajudar!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg