Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

vamos a votos

votar é um direito que nos permite apoiar, destacar aquilo de que gostamos, ideias que partilhamos.

quem gosta de navegar pela blogosfera, leitores e bloggers, têm os seus blogs de eleição (pela informação que disponibilizam, pelas partilhas que fazem, pelos sorrisos que despertam). acredito que o que lemos, os blogs que seguimos, também revelam um pouco sobre nós. e quiçá por isso, tenhamos também a “responsabilidade” de os dar a conhecer ao mundo.

estão a decorrer duas votações muito diferentes, na forma e na aura. no entanto, ambas com o seu valor.

os blogs do ano, promovidos pela media capital digital, têm uma visão nacional com vários interesses associados (entre os quais a valorização do próprio grupo e das suas respostas comerciais). no entanto, é um concurso aberto que permite a participação de todos, o que é visível até para inclusão nos nomeados de alguns blogues menos conhecidos e não agenciados.

a mami lá foi conhecer os nomeados, alguns (poucos) blogues já conhecia. escolhi e votei em consciência. uma vez. acho uma patetice e um abuso que se convidem as pessoas a irem votar todos os dias. enquanto pessoa tenho uma opção, um voto. porque tenho de ir todos os dias votar? porque prejudicar assim os concorrentes que têm um excelente público, mas um público (onde me incluo) que não tem paciência, nem tempo, nem entende o porque de ter que ir votar todos os dias para garantir que o seu blog de eleição tenha alguma hipótese de ganhar.

aqui pela sapo zone, temos a decorrer, até 31 de outubro, as nomeações para os sapos do ano. uma iniciativa (que acredito dar muito trabalho) da nossa querida magda e do nosso bem-disposto david. esta é uma oportunidade para dar a conhecer os blogs dos quais gostamos.

num, noutro ou em ambos os concursos deem a vossa opinião. valorizem os blogs que apreciam – há imensas categorias, não precisam de vota/nomear em todas.

elections-536656_1280.png

imagem retirada daqui

 

boas navegações, voas reflexões, bons votos/nomeações…e sobretudo: um excelente fim-de-semana.

 

este verão vou ...

obrigada minha querida célia , doce alfa e sonhadora voo da garça pelo desafio.

é sempre bom ter razões para pensar em coisas agradáveis…neste caso, no verão…aquela estação que tanto promete e nem sempre cumpre – sim, estou algo ressabiada 

 

Assim, as 10 coisas que eu vou fazer este verão são (sim, porque se eu quero…):

 

1 - ver o verão chegar

2 – beber um bom vinho branco enquanto vejo o por do sol

3 – dançar à chuva desfrutando do odor da terra quente refrescada pela chuva

4 – ter boas conversas, ao ar livre,  pela noite dentro com os amigos

5 – comer muita sardinha com pimentos grelhados e broa

6 – ver a minha pequena comer areia e chapinhar no mar

7 – namorar … muito!

8 – ler um livro (nem que seja pequenino)

9 – comer salada de tomates “coração de boi” do quintal da minha mãe, temperada com azeite, sal grosso e manjericão fresco

10 – passear com a família, mimar os meus pais e deliciar-me com os sobrinhos

este verão

 à procura do verão! imagem retirada daqui

 

pessoas lindas se puderem passem no blog vizinho e leiam e, se quiserem, atuem sobre esta situação: mensagem de ódio

todos os corações são vermelhos

todas as crianças são especiais, já sabemos.


há crianças que, dadas as suas características, exigem coisas diferentes.


ser mãe é entrar num mundo de inseguranças.


ser mãe de uma criança com características diferentes é duplicar as inseguranças e triplicar as dificuldades – o nosso país não está preparado para dar resposta igual às massas e aos casos especiais, sobretudo se não se viver num meio (verdadeiramente) urbano.


existem na blogosfera vários blogs nos quais são partilhadas as experiências de mães de crianças (mais) especiais.


 


porque é sempre bom e reconfortante sentir que não se está sozinho na jornada parental, partilho alguns dos blogs que fui conhecendo:


crónicas de uma mãe atrapalhada (2ªparte) é o blog de uma mãe, mamã gansa, onde, como ela própria diz “um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias”. no post ser mãe de uma criança especial, a mamã gansa, conta-nos como o seu filho gonçalo foi diagnósticado com  transtorno do espectro do autismo; no final do texto faz este sentido pedido “e para terminar queria pedir um favor: antes de julgarem ou criticarem uma mãe pela birra que a criança (que ela traz consigo), faz no chão, ou pelos gritos que dá, achando que tudo se trata de má educação e crianças "mimadas", lembrem-se que há meninos e meninas com incapacidades invisíveis.”



tomás my special baby - andreia, mãe do tomás, refere que “ser mãe foi sempre um sonho e quando o fui tive um dos maiores desafios da minha vida”. tomás tem trissomia 21 e o blog é uma partilha da vida do tomás e da família. “o nascimento” é um texto terno e honesto – impossível de se ler sem se emocionar - que termina com esta frase "tenho apenas um objetivo nesta vida, fazer o meu filho feliz dentro da sociedade dita “normal”."



a mãe da maria – refere a autora: “‘a mãe da maria’…foi assim que me apelidaram há 18 anos e não é que eu gosto? a maria é a nossa primogénita aquela que, mesmo quase sem falar, diariamente nos ensina o verdadeiro sentido da vida!” não posso deixar de destacar uma frase da ana rebelo, autora do blog, “no filme do homem aranha, o tio dele diz: com grandes poderes, chegam grandes responsabilidades. a frase ficou famosa. no caso de quem tem um filho deficiente, o raciocínio inverte-se: com grandes responsabilidades, vêm grandes poderes!”


no texto “num mundo de pessoas iguais” a ana escreve “num mundo de pessoas iguais a maria tem a coragem e ousadia de se aceitar como é, sem filtros nem preconceitos e sabem que mais – isto faz dela uma criança verdadeiramente feliz! a maria sabe…” como podem ver… um blogue que sorri à vida!



no reino dos 7, também encontrará vários post que abordam o autismo do martim, neste post poderá ler como foi o diagnóstico. e no texto "10 coisas que todas as crianças com autismo gostariam que você soubesse" encontra uma bela mensagem para promover a igualdade e a inclusão, sendo excelente para ler com os seus filhos e ajudá-los a compreender um pouco da realidade destas crianças especiais.



todos os corações são vermelhos


imagem retirada daqui


 


porque todos os corações são vermelhos, ternos e docinhos apelo a que analisem esta petição pública para a criação do "dia da inclusão" .


 


 


nota: atualizado a 26/07/2018

projeto sobre parentalidade

da minha experiência recente nisto da maternidade e pelo comentário da mamã gansa no meu post do dia da mãe, concluo que há imensa boa informação sobre a parentalidade que não tem a exposição que quiçá deveria ter.

não quero com isto dizer, que lhes posso dar a visibilidade que quiçá tod@s queríamos. mas posso tentar.

eis a minha ideia (nada original eu sei, mas prática). as redes sociais continuam a ser um excelente meio de difusão, pelo que vou criar uma página de facebook na qual serão partilhados apenas post sobre parentalidade (uma breve introdução do post e o link para o respetivo blog).

muitos de nós, mães, pais, filhos ou educadores no sentido abrangente, escrevemos no nosso blog coisas relacionados com a nossa experiência parental (independentemente da idade das crias), mas como não temos blogs específicos sobre o tema (porque não é nossa intensão) muitas pessoas eventualmente interessadas na informação acabam por não ter acesso a esta.

com esta iniciativa agregaremos naquela página a informação que produzimos especificamente sobre o tema e que eventualmente seja pertinente para outros pais, num espírito de partilha.

a página do facebook não será da mami, será de todos com um nome que possa englobar a parentalidade no seu todo (aceitam-se sugestões).

esta é uma ideia ainda em bruto, mas a ideia seria que fossem enviados, por email, o resumo e o link do post no blog para que depois seja publicado no facebook – os post podem ser recentes ou antigos (desde que a informação se mantenha atual). depois cada um no seu blog divulgaria no final dos seus post sobre parentalidade o link do facebook onde poderá encontrar mais informação pertinente sobre os temas relacionados com a própria parentalidade.

poderemos também partilhar outros post que encontremos na blogosfera e que consideremos de “utilidade pública”.

 

o que acham desta ideia? estariam interessados em contribuir? tem outras ideias ou sugestões?

 

projeto parentalidade

imagem retirada daqui

infâmia culinária

bom dia 

 

hoje é sexta-feira (yeah) e o fim-de-semana espreita chuvoso.

estou de férias. acabou-se a licença.

para semana regresso à labuta e terei de deixar a minha princesa com estranhos.

estes simples factos poderiam deixar-me irritada. mas sou adulta e consciente dos fatores que não domino.

mas quando se está no limiar da ansiedade qualquer coisa menos simpática faz-nos transbordar.

e a nit, esse famoso site/blog de lifestyle, fez-me fervilhar.

passo a explicar.

apaixonei-me, como já devem ter reparado por muffins. são fáceis de fazer, têm o tamanho certo e podem ser saudáveis e deliciosos.

procuro receitas na net para partilhar aqui no blog todas as semanas. nunca partilho uma receita sem a fazer e ter uma opinião – já houveram receitas cujo resultado não achei suficientemente bom para partilhar e não partilhei (ou pelo sabor, pela textura…).para esta quinta-feira tinha escolhido uma receita de bolo de beterraba, facilmente adaptável a muffins. para além de ingredientes super saudáveis a imagem de apresentação era linda.  a escritora até refere “além de deliciosa, dá uma foto incrível para o instagram”.

não fiz nenhuma alteração na receita visto que esta seguia a lógica de ingredientes que costumo utilizar. pelo que questiono como é que houve uma diferença tão grande entre o bolo da moça e os meus muffins:

 

infânmia culinária

 imagem nit retirada daqui

 

obviamente que a fotografia apresentada não correspondia à receita. fiquei irritada pelo desrespeito para com os leitores do afamado nit - já para não referir a ausência de identificação da fonte da imagem.

embora tenha seguido fielmente a receita, com receio a ser injusta segui o link até ao blog da receita original onde a fotografia do bolo corresponde a um resultado semelhante ao meu - a principal diferença aqui é que a autora utilizou beterraba cozida.

para além do aspeto visual, não aconselho a receita pois o sabor a beterraba é demasiado intenso e eu, pessoalmente, não gostei.

 

senhores da nit façam favor de respeitar os vossos leitores!

voltei, voltei

ai como estava com saudades de escrever, de partilhar, de vos visitar!

isto das férias é cansativo, e ainda mais o enfrentar o regresso à rotina onde tudo parece um caos.

ao regressar verifiquei com (muito) agrado que a minha querida fátima bento do blog porque eu posso queria saber um pouco mais de mim ... bem, na verdade, queria uma companheira para os copos, mas isso agora vai ter de esperar um pouquinho 

 

assim, aceite o desafio, aqui fica (mais) um pouco de mim:

21439249_10213308063592737_821655942_o.jpg

 

1 - oferecem-te uma viagem no tempo que não podes recusar. que época escolhias?

este seria um sonho realizado (havia uma séria que acompanhava em adolescente que era sobre isto e eu amava… agora vejo a time after time no axn).

tendo de escolher apenas uma época creio que optaria pelo séc xix, fazendo uma viagem a viena de áustria para dançar uma valsa junto da corte da princesa sissi  (este brincar às princesas não me sai das veias ).

 

2 - um filme que te arrependes de ter visto?

ora aqui está uma difícil questão. houveram vários filmes dos quais não gostei, mas creio que nenhum entra na categoria “arrependes de ter visto”.

raramente me arrependo de algo, não que faça sempre as melhores escolhas, mas porque procuro uma aprendizagem nas “barracadas”.

 

3 - fotografar ou ser fotografado?

ambos.

adoro fotografar, procurar e descobrir novas perspetivas e pormenores.

sou também bastante fotogénica (como diria a minha mãe: gaba-te cesto!) pelo que gosto de ser fotografada.

muitas vezes vivo um paradoxo: não conseguir que me tirem a foto que eu perspetivei como fotógrafa… o não conseguir explicar a minha visão (conceptual) ao outro.

 

4 - se tivesses obrigatoriamente de apagar o blog amanhã, qual era o título do último post que irias escrever no blog?

 “os deuses estão a ficar loucos”

 

5 - tens [ou já tiveste] alguma celebridade que consideres como o teu ídolo?

não sou muito de ídolos. mas existem diversas “celebridades” que admiro pela sua obra e contributo: mandela, schindler, austen, guevara, lennon, freire, entre tantos outros.

 

6 - uma saída com amigos: discoteca até de madrugada ou jantar e ficam todos em casa a conversar?

desde adolescente que fujo de discotecas pelo facto de ser (quase) impossível manter uma conversa com alguém – e sempre tive o meu quarto para dançar livremente com música aos altos berros.

eu gosto de estar com pessoas e conversar (por vezes das coisas mais parvinhas do universo). onde? é-me indiferente, desde que estejamos confortáveis! pelo que, não fugindo da questão, opto pela segunda opção!

 

7 - qual foi a frase que alguém alguma vez te disse e que nunca esqueceste [não precisa de ser profunda, há frases que simplesmente nos ficam na cabeça]?

“na vida, evita usar duas palavras: sempre e nunca”

 

8 - quando estás no carro ouves rádio ou escolhes a música que queres ouvir?

ouço a rádio mas mais pelos programas e a parvalheira do que pelas músicas! ao ir para o trabalho ouço as manhãs da comercial… ao regressar a casa o já se faz tarde – também da comercial.

 

9 - se pudesses voltar atrás no tempo e dizer alguma coisa que ficou por dizer [porque só te lembraste depois, é o que acontece sempre], o que dirias?

 teria dito que sim ao convite de uma pessoa que passado um mês perdi.

 

10 - se pudesses conhecer mais alguém dos blogs, quem seria? 

ai ai … tantas jeitosas e jeitosos neste canto da blogosfera!

mas vá… sendo comedida, confesso ter curiosidade de saber um pouco mais d' o último fecha a porta, do blog da osa e da miss queer 

 

(uma espécie de) virose na blogosfera

já repararam que ultimamente há uma espécie de virose na blogosfera.

todas as semanas ao ler um post, de um blog que sigo ou de uma recente descoberta, lá aparece uma nova “vítima”.

tenho questionado se é do tempo, do ano ou se é mesmo da blogosfera. seja como for acho que a melhor estratégia é a prevenção. temos de ter cuidado, pois estas coisas pegam-se.

mas como pela boca morre o peixe … lá fui contagiada.

não se preocupem, estou a conseguir sobreviver estoicamente. confesso, até, ter desenvolvido um carinho especial pelo “virusinho” 

e assim, sem grandes demoras, partilho convosco que entrei no clube das grávidas da blogosfera.

eat-567454_1920.jpg

quando aprender é um hobby

ACMA

nas minhas viagens pela blogosfera, descobri um projeto aliciante: a cultura mora aqui (acma). o acma, que surgiu em setembro de 2016, acolhe bloggers e youtubers que partilhem o desejo de contribuir para a promoção cultural. esta é a minha primeira participação no projeto e espero não desiludir!

 

 

sou uma pessoa inquieta e de mente agitada, facilmente me aborreço da rotina e do que é norma. não sou desordeira, mas não pertenço a rebanhos. esta característica desde sempre se manifestou, em diversos aspetos da minha vida. o desejo constante de fazer tudo, de aprender tudo, de conhecer tudo, de querer tudo!, foi muitas vezes motivo de inquietações, stress e frustrações.

com o tempo, fui aprendendo que uma vida não chega para sermos tudo o que desejaríamos. é, portanto, fundamental viver e aproveitar cada dia para rentabilizarmos este tempo ao máximo! procurar, encontrar, desenvolver projetos que nos desafiem e serenem a nossa ânsia de ser mais.

profissionalmente, estou condicionada pela formação que escolhi e pelo emprego que conquistei, mas, nos meus tempos livres, sou dona de mim! a minha capacidade de sonhar e desejar, saber e fazer é a força mobilizadora para o desbravar de novos caminhos e da conquista de novas competências.

sou eclética no que toca ao desejo de aprender! gosto de temas de psicologia, ciências ocultas, desenho gráfico, design de interiores, redes sociais, marketing, fotografia, culinária, tecnologia, desporto, reiki, educação…. adoro fazer coisas (bijutaria, bricolage, costurar, cozinhar, jardinagem!) e escrever (para blogs, artigos soltos) e tenho ainda uma paixão que tudo conjuga: viajar! não só pelo prazer de ir, mas pelo prazer de me entranhar nos locais – nas ruas, nas tradições, nas pessoas – e absorver tudo o que conseguir, para integrar em mim novos odores, cores, visões!

a minha entrega a cada paixão é intensa e, por vezes, também efémera. há paixões que se instalam em mim, outras que se esgotam no básico das primeiras aprendizagens, mas o desejo de saber, conhecer e fazer mais estão sempre presentes.

no âmbito das paixões mais vincadas, todas ligadas a áreas criativas, já fiz vários trabalhos como freelancer, na área do desenho gráfico, da escrita de artigos, do design de interiores e até da gestão de redes sociais; contudo, não era esse o meu objetivo quando comecei a desenvolver conhecimento sobre os assuntos e a experimentar diversas técnicas, mas acabou por acontecer. a paixão, o perfecionismo e a vontade de aprender mais refletiam qualidade. devemos valorizar e acarinhar todas as nossas paixões, pois, um dia, elas podem libertar todo o esplendor que temos em nós!

 

 

 

 

este é um projeto de construção partilhada, qualquer blogger/youtuber pode participar, só tens de enviar um email para acma.cultura@gmail.com e informar do teu interesse.

não te esqueças de visitar a página de facebook e dar uma olhadela aos outros participantes!

5000

ontem bati uma marca...que nem sei porque lhe dou importância, quiçá por ser um número bonito, ou talvez por ser espelho de momentos de partilha com quem por cá passa e me dedica um pouco de seu tempo.

ontem tive o comentário n.º 5000 

o post era algo azedo, por uma situação que me estragou um pouco de um excelente dia do meu fim-de-semana... vejam lá que nem consegui dar um título (decente) ao post, tendo-o intitulado nem sei 

quero agradecer o comentário n.º 5000 que foi de alguém que, embora desconhecida, é uma companhia constante para mim 

foi este o comentário n.º 5000 do blog mami:

"oh pá, que situação... :/ a atitude deles foi péssima... já a tua, muito bem! ;) "

o que mais posso querer do que darem-me a razão? 

um muito obrigada a todos que por cá vão passando, que vão aturando as minhas neuras e fazendo festinhas à minha autoestima 

 

 

Mais sobre mim

instagram

facebook

pinterest

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

segues-me?

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D