Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

muffins de pera e noz

para comer sem culpas

há muito que não trazia muffins a este tasco. 

estes não são uma estreia, mas são uma versão mais saudável desta minha receita.

a minha princesa guerreira trouxe muitos desafios à minha vida. um deles foi o de uma alimentação consciente e (ainda) mais saudável. um desafio que abracei com prazer e do qual todos beneficiamos. 

ter consciência do que comemos torna-nos mais alertas e exigentes e muita das vezes leva-nos às origens e à noção de que quanto mais simples melhor, e o simples não tem de ser chato ou aborrecido... há tanta diversidade que variar é fácil; outra vantagem é que se mantivermos as coisas simples saboreamos o verdadeiro sabor das coisas e muitas vezes isso é uma grande vantagem. outro aspeto é que o paladar educa-se, em algum tempo deixamos de sentir atração por alguns alimentos/produtos menos saudáveis.

 

muffins de pera e noz

muffins de pera e noz

 

- ingredientes -

2 ovos grandes

2 copo (200ml) de flocos de aveia

½ copo (200ml) de nozes grosseiramente picadas

2 colheres (sopa) de xarope de agave

3 colheres (sopa) de azeite

100ml de leite ou bebida vegetal

1 colher generosa (chá) de fermento

1 colher (chá) de canela

1 colher rasa (chá) de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

1 pitada de noz moscada

3 peras maduras (descascadas e cortadas aos cubos)

sumo de ½ limão

 

- preparação -

1 – reduz os flocos de aveia a farinha.

2 - prepara as peras e rega-as com o sumo do limão.

3 – numa taça bate os ovos com o xarope de agave, o leite e o azeite. reserva.

4 – noutra taça, mistura a “farinha” de aveia, o fermento em pó, a canela, o bicarbonato de sódio, a noz moscada e o sal. adiciona esta mistura à taça dos líquidos envolvendo bem.

5 - junta as peras e as nozes ao preparado anterior. mexe até obteres uma massa uniforme.

6 - distribui a massa pelas formas e leva ao forno , pré-aquecido a 200ºc, durante cerca de 15m (o tempo depende do forno e do tamanho dos muffins).

 

chef junior

a melhor chef junior do mundo (e arredores) 

 

bolachas de amêndoa

continuo semiconfinada, luxos de uma licença de maternidade em tempos de pandemia. não posso negar que a parte mais complicada, para além dos poucos e limitados contactos sociais, é manter "feliz" a minha criaturinha de dois anos e meio. a sua energia natural é esgotante. a sua necessidade de contantes e novos inputs. a sua garra numa despreocupada e arriscada descoberta do mundo... não há nervos que aguentem!

lá vamos usando a cozinha como santuário de descontração - mas não se pense que é pacífico quando a diva ajudante põe as mãos na massa 

hoje partilho uma das experiências mais deliciosas: bolachas de amêndoa (ou quiçá o termo mais certo seja "biscoitos")

bolachas de amêndoa

 

.bolachas de amêndoa.

.90g de farinha de amêndoa

.30g de amêndoa aos palitos

.1 colher (chá) de fermento em pó

.1 pitada de sal

.30 ml de xarope de agave

.30ml de óleo de coco

.1 ovo

.raspa de meia laranja

 

preparação

.1. junta todos os ingredientes secos (farinha de amêndoa, fermento e pitada de sal), mistura bem e reserva

.2. bate o ovo e mistura-o com o xarope de agave, o óleo de coco amolecido e a raspa de laranja

.3. adiciona à mistura seca a mistura líquida, envolve bem e adiciona a amêndoa palitada

.4. leva a massa ao frigorifico por 30m

 .5. forra um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e liga o forno a 150º

.6. retira a massa do frigorifico, faz pequenas bolas e achata-as com a mão ou com a ajuda de um garfo (para obter as quadriculas que vês na foto); dispõe as bolachas no tabuleiro e cozinha a 150º  durante aproximadamente 20min ou até ficarem douradas

 

diz-se que: são divinais como um miminho para acompanhar o café

bolachas de coco e limão

cá por casa continuamos com as experiências culinárias. esta semana criamos umas deliciosas bolachas de coco e limão. em metade adicionamos uma “moldura” de chocolate preto - para aqueles momentos mais gulosos. deixamos a outra metade simples para refeições ligeiras e a pensar na pequenota.

inspirem-se, façam e devorem!

bolachas de coco e limão

 

bolachas de coco e limão

- 20 unidades -

- ingredientes -

.100 g de farinha de aveia*

.65 g de farinha de coco

.3 colheres (sopa) de coco ralado

.1 colheres (sopa)  de açúcar de coco

.1 colher (café) de fermento em pó

.180ml de bebida de soja (ou outra bebida vegetal)

.raspa de um limão

.1 ovo

.chocolate preto 70% cacau (opcional)

 

*se só tiveres flocos de aveia basta tritura-los até ficarem em farinha

 

- preparação -

.1. junta todos os ingredientes secos (farinha de aveia, farinha de coco, coco ralado, açúcar e fermento), mistura bem e reserva

.2. bate o ovo e mistura-o com a bebida vegetal. adiciona a raspa de limão

.3. forra um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e liga o forno a 150º

.4. adiciona à mistura seca a mistura líquida; envolve bem e amassa com a mão

.5. faz pequenas bolas e achata-as com a mão ou com a ajuda de um garfo (para obter as quadriculas que vês na foto); dispõe as bolachas no tabuleiro

.6. cozinha a 150º  durante aproximadamente 25min ou até ficarem douradas

 

caso desejes adicionar chocolate (eu usei cerca de 30g) corta-o em bocados e leva ao micro-ondas a baixa potência por um minuto. passado esse tempo mexe e coloca-o novamente no micro-ondas e vai mexendo a cada 15 segundos até obter um creme homogéneo – tem cuidado para não o deixar “cozer”.

quando o chocolate estiver pronto, “rola” as bolachas pelo mesmo. coloca-as novamente sobre o papel vegetal e leva ao frigorífico para solidificar. depois podes servir ou guardar num frasco.

queques de beterraba e manteiga de amendoim

a pandemia confinou-nos a casa. vivemos um “big brother” familiar com um novo concorrente que a concorrente pg queria expulsar logo na primeira semana. isso fez com que se vivessem tempos conturbados por estes lados. o meu refúgio, para não enlouquecer ou ir ao confessionário pedir para sair ou expulsar toda a gente, foi a cozinha.

o cozinhar no dia-a-dia não é uma coisa que me anime, mas o fazer ou criar novas receitas é algo que me desafia: a incerteza do resultado final, a curiosidade do sabor que se irá obter, a satisfação do sucesso ou a resiliência perante o fracasso …

por norma partilho as receitas de sugestões para pequeno-almoço ou lanche e não os pratos principais, pois esses são sempre mais complexos de descrever de forma “certinha” pois sigo muito o meu instinto – quiçá consiga amadurecer este aspeto.

outra razão que me levou à cozinha foi o facto de fazermos todas as refeições em casa, incluindo os snacks. assim, para mim, era importante encontrar alternativas saudáveis aos produtos processados e para isso nada melhor que os confecionar em casa! (já que parece que em quarentena comemos mais do que em “liberdade”).

a receita que trago hoje surgiu da vontade de experimentar um novo ingrediente: beterraba em pó; e, modestamente, foi um sucesso. os queques ficam divinais – o sabor dominante é o da manteiga de amendoim -, e húmidos.

queques de beterraba e manteiga de amendoim

 

queques de beterraba e manteiga de amendoim

(10 unidades)

- ingredientes -

.100 g de farinha de aveia*

.60 g de beterraba em pó

.3 colheres (sopa) de manteiga de amendoim

.2 colheres (sopa)  de açúcar de coco

.2 colheres (sopa – bem cheias) de amido de milho

.180 ml de bebida de soja (ou outra bebida vegetal)

.1 colher (sobremesa) de fermento em pó

*se só tiveres flocos de aveia tritura-os até ficar em farinha

 

- preparação -

.1. “dissolve” a manteiga de amendoim na bebida vegetal e reserva (podes fazê-lo manualmente ou com a ajuda de um liquidificador ou varinha mágica)

.2. junta todos os ingredientes secos (aveia, beterraba, açúcar, amido e fermento) e mistura bem

.3. junta a mistura líquida à mistura seca e envolve bem até obter uma massa homogénea (nota: vai ficar algo líquida)

.4. deixa a massa repousar por cerca de 15m e durante esse tempo aquece o formo a 150º

.5. coloca a massa numa forma para queques (untada ou não, dependendo do material. eu uso de silicone, assim não tenho de untar). os queques não deverão ficar muito altos, coloca a massa à altura de uma queijada ou pastel de nata

.6. cozinha a 150º durante aproximadamente 25min (o tempo depende sempre do forno, a partir dos 20m podes fazer o teste do palito)

bolachas de alfarroba

ola!

nada melhor para acabar a semana do que uma inspiração culinária simples e saudável!

desde o nascimento da pg que procuro e desenvolvo receitas saudáveis e sem açúcar. coisas simples que substituem muitos produtos de compra - nada de masterchef

quando iniciamos esta aventura culinária percebemos que o tempo exigido não é muito e que cozinhar é uma forma de terapia. percebendo as regras básicas e experimentando sem receio dos erros (que acontecem) é um processo que chega a ser desafiante e divertido.

há muito que não partilho receitas mas hoje trago uma de bolachas de alfarroba. as bolachas não são muito doces, têm a meu ver o docinho q.b. para darem satisfação à alma e saciar a gula. podem ser feitas fininhas (que é como eu gosto) ou um pouco mais altas. a diferença estará, sobretudo, na crocância. 

bolachas de alfarroba

bolachas de alfarroba 

 - ingredientes -

1 ovo grande

1 chávena* de farinha de aveia**

1/2 chávena de farinha de amêndoa

1/2 chávena de farinha de alfarroba

1 colher (sopa) de açúcar de coco***

2 colheres (sopa) de azeite ou de óleo de coco (derretido)

1 colher (chá) de canela em pó

1 colher (chá) de fermento

1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1 colher (café) gengibre em pó (opcional mas aconselhável)

 

- preparação -

.1. junte todos os ingredientes secos numa taça e envolva bem

.2. bata o ovo com o azeite e adicione, depois, ao preparado "seco"

.3. misture tudo muito bem e amasse com as mãos até a massa ficar homogénea (fica bastante seca)

.4. ligue o forno a 180º

.5. estenda a massa, deixando-a com a altura a seu gosto, e corte com a(s) forma(s) que quiser. 

.6. leve ao forno, num tabuleiro forrado com papel vegetal, por 15m se forem fininhas ou 25m se forem mais altas (+/- 0,5cm) - como faço as bolachas finíssimas rende-me dois tabuleiros.

.7. tirar do forno, deixar arrefecer e devorar e/ou guardar num frasco bem fechado (eu como prefiro o vidro, costumo reaproveitar os frascos grandes de conservas).

*chávena de 200ml **pode obter-se triturando os flocos de aveia *** duas se gostarem docinhas 

pãodemia à minha maneira

receitas

desde o início da pandemia que estamos, como muitas outras famílias, confinados ao lar. eu de licença, ele em teletrabalho e as criaturas por falta de opção.

tivemos que adaptar-nos a esta nova realidade e de adaptar alguns dos nossos hábitos, entre eles os alimentares e tudo o que com eles e relaciona, nomeadamente as compras e a confeção.

como não saímos de casa para nada, também não vamos fisicamente a lojas. preparamos em casa tudo aquilo que conseguimos fazer, nomeadamente o pão. tenho lido muitas críticas dos que nada têm para fazer de como esta iniciativa de imensas pessoas é prejudicial para o setor da panificação. honestamente sinto muito, mas acredito que dentro de todas as limitações existentes à nossa liberdade em consequência desta pandemia (com as quais concordo na generalidade) o fazer pão caseiro não me será limitado.

tenho uma máquina de fazer pão que adoro, mas já estava a sentir saudades de um pão mais semelhante ao de compra, pelo menos no aspeto e no crocante da crosta. foi assim que por acaso fui atropelada pela receita de pãodemia da filipa gomes do 24kitchen.

pegando na receita básica fui fazendo alterações, umas pela vontade de inovar, outras pela disponibilidade dos ingredientes.

partilho convosco três das minhas experiências (têm sido mais, mas só recentemente me lembrei de anotar e fotografar).

receita original

3 chavs de farinha (cerca de 420gr)
1chav e 1/4 a 1/2 de água (300-360ml)
1 c café de fermento de padeiro seco
1 c chá de sal

vejam aqui como preparar

as minhas sugestões baseiam-se na mistura de farinhas e "coberturas" o procedimento é exatamente igual ao da filipa.

 

pão com alfarroba e sementes

1 chávena de farinha de trigo

1 chávena de farinha de trigo integral

1 chávena com ¾ de farinha de trigo sarraceno

¼ chávena de farinha de alfarroba


depois de fermentar, ao amassar novamente acrescentei 3 colheres de sopa de mistura de sementes e antes de ir ao forno espalhei sementes de sésamo no topo!

94885694_2634687353326690_7008284031657705472_n.jp

 

pão com farinha de milho e millet

1 chávena de farinha de trigo integral,

1 chávena de farinha de milho

½ chávena de farinha de trigo tipo 65 

½ chávena de farinha de trigo sarraceno

 

antes de ir ao forno “polvilhei” com millet

pãodemia millet

 

pão de aveia

½ chávena de farinha de trigo integral

½ chávena de farinha de trigo sarraceno

2 chávena de farinha de aveia (se não tiverem farinha, façam-na triturando os flocos de aveia)

 

antes de ir ao forno fiz uma cobertura de flocos de aveia 

pãodemia aveia

 

experimentem, inventem, deliciem-se!

bolachas sem açúcar (saudavelmente doces)

sem açúcar

não é este o desejo de todos nós?

poder comer sem culpa?

pronto, pode não ser o de todos, mas é o meu 

para ter um peso minimamente decente tenho de ter imensos cuidados (tanta inveja de quem recebe isso como presente genético!)

com a princesa guerreira as exigências na escolha dos alimentos aumentou...muito!

a preocupação deixou de ser apenas as calorias e passou a ser o saudável que o alimento seria ou não – e neste aspeto as calorias são rapidamente destronadas, pois alimentos pouco calóricos não são, necessariamente, alimentos saudáveis.

não me lembro de antes dela andar obcecada a ler rótulos de alimentos. a descoberta dos rótulos foi assustadora!

o natural e simples dos alimentos é a aposta ganha. E esse critério é a base para os cozinhados que preparamos.

Vamos então preparar estas deliciosas bolachas que dão para a mamã e para o bebé (desde que já tenha feito a introdução do ovo) ... e vá, e para o papá também!

Como poderão ver os ingredientes são simples e bastante naturais (dentro do possível). A única batotice é a pensar nos mais crescidos e são os cornflakes.

 

receita

bolachas sem açúcar

ingredientes:

2 ovos

1 chávena de farinha de aveia (preferencialmente moída no momento)

1 chávena de farinha de trigo integral

1 banana madura

3 tâmaras descaroçadas (secas sem açúcar)

1 colhe de sopa bem cheia de óleo de coco (medida em estado sólido)

2 colheres de sopa de cornflakes (opcional)

 

preparação;

junta as  farinhas numa taça. reserva.

coloca na misturadora/trituradora/liquidificadora os ovos e as tâmaras. tritura. 

faz o mesmo processo com a banana e o óleo de coco derretido.

junta as misturas líquidas à taça das farinhas. envolve bem todos os ingredientes.

faz bolinhas e, se quiseres parte das bolachas com uma componente crocante, passa as bolinhas pelos cornflakes.

coloca as bolinhas sobre o tabuleiro com papel vegetal e espalma ligeiramente.

leva a forno, pré-aquecido a 180ºC, por 15 minutos

 

bolachas sem açúcar

 

eu deixo-as assim com um aspeto rude, mas podem ser feitas mais direitinhas e até com formas 

queques de farinha espelta e applesauce

sem açúcar

estabeleci uma luta feroz contra o açúcar na alimentação da pequena.

quando as pessoas dizem “coitadinha”, quando lhes peço +ara não lhe darem bolos ou bolachas, apetece-me atirar-lhes com um tacho de 50kg.

tento explicar que o paladar dos bebés é “virgem” e vai conhecendo o que lhes vamos dando. a minha pequena nunca rejeitou alimento algum por não ter açúcar. claro que fui tentando tornar o sabor simpático usando alimentos naturalmente mais doces como fruta, farinha de milho, cenouras, frutas desidratadas sem açúcar (figos, damascos, tâmaras, ameixas). e já vão 8 meses de introdução alimentar muito bem-sucedida - que o diga ela no alto dos seus 9kg e 77 cm 

tirando algumas opções da holle, a sua alimentação, incluindo papas, é muito caseirinha – tenho aqui de excluir a questão da creche em que as papas industriais são uma realidade, em dias alternados com iogurte, natural por minha exigência, com fruta.

pesquisei vários blogs de comida para bebés, fui aprendendo, inventando, errando e acertando.

 

como sabem adoro muffins e agora ela também 

esta foi a nossa primeira receita bem-sucedida e hoje trago mais uma:

 

queques com farinha espelta e applesauce*

queques de farinha espelta e applesauce

 

.ingredientes.

1 ovo

1 colher de café de canela em pó

1 colher de café de bicarbonato de sódio

2 colheres de café de fermento em pó

1 colher de sopa de óleo de coco amolecido

150g de farinha de trigo integral

100g de farinha espelta

250g de applesauce

150ml de água (se preferir pode usar leite ou bebida vegetal)

 

.preparação.

mistura as farinhas, o fermento, o bicarbonato e a canela. reserva.

na liquidificadora ou com a varinha mágica mistura a apple sauce, a água, o ovo e o óleo de coco.

envolva as duas misturas. coloque em formas de silicone e leve ao forno (pré-aquecido) por 20m a 180ºc (após este tempo, ou antes se achares necessário, faz o teste do palito)

 

 

*applesauce não é mais do que maça cozinhada a baixas temperaturas por um longo período de tempo. receita: 1 kg de maças cortadas aos cubos pequenos ou às lascas (com casca e sem as sementes e sem o núcleo mais fibroso), duas chávenas de café de água, 1 colher de chá de canela moída (opcional). coloque a maça e a água na panela e deixe cozinhar em lume brando durante duas horas, mexa regularmente. passadas duas horas, triture a maça, acrescente a canela e deixe cozinhar mais 30m/1h – até o preparado deixar de libertar água. 

este preparado é também excelente para misturar nos iogurtes naturais.

conservar no frigorífico (5/7 dias) ou congelar.

 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

 

desafio do advento de dia 11 de dezembro

muffins de aveia e banana

sem açúcar, sem ovo

desde que a pequena começou a “trincar” não há quem a pare!

 

tenho procurado alternativas saudáveis para o pequeno-almoço e para o lanche – e para me safar quando vamos a uma consulta ou coisa do género e a fome espreita pela longa espera.

 

estes queques são uma excelente opção pois são: super fáceis, saudáveis e deliciosos.

 

a receita dá para 10 queques pequeninos – tamanho ideal para os mais pequenos.

 

 

 

 

 

 

ingredientes

 

2 bananas médias bem maduras

 

1 ovo

 

6 colheres (sopa) bem cheias de farinha de aveia

 

1 colher (sopa) bem cheia de farinha de linhaça

 

1 colher (sopa) bem cheia de óleo de coco

 

1 colher (café) bem cheia de canela em pó

 

1 colher (café) bem cheia de fermento em pó

 

 

 

preparação

 

esmaga a banana, reserva

 

bate o ovo e junta à banana esmagada.

 

adiciona o óleo de coco. envolve bem.

 

junta e envolve no preparado anterior a canela e o bicarbonato.

 

adiciona agora as farinhas mexendo bem até obter uma massa homogénea.

 

coloca em formas para muffins* e leva ao forno, pré-aquecido a 180.º, por 15 minutos (o tempo pode variar de acordo com o forno e o tamanho dos queques**)

 

 

 

 

 

* eu uso formas de silicone que não necessitam de ser untadas, mas se usar outras, para evitar adicionar mais gordura, podes colocar as forminhas de papel para queques na forma e encher com a massa;

 

** uso o tradicional teste do palito para verificar quando estão prontos.

 

 

 

ideia bónus: podes adicionar um mirtilo (fresco ou congelado) em cada queque depois de colocar a massa na forma.

 

queque de aveia e banana

 

 

bolachas de aveia

sem açúcar

olha o belo do biscoito 

 

quando a princesa começou a querer “trincar” e aliviar o desconforto das gengivas, comecei a   pesquisar várias receitas de bolachas – quis evitar as de compra por terem adição de açúcar (de forma expressa ou velada).

 

após várias tentativas – algumas com resultados tão rijos que nem o cão lhes pegou, heis que cheguei a uma receita que nos deixou verdadeiramente satisfeitas. fiz apenas uns pequenos ajustes à receita original do blog as papinhas da xica - este blog é uma deliciosa perdição. 

 

 

 

- bolachas de aveia -

 

esta receita dá para 8 biscoitos 

 

4 colheres de sopa de farelo de aveia

 

2 colheres de sopa de flocos finos de aveia

 

1 colher de chá de óleo de coco

 

1 banana madura

 

2 damascos secos pequenos (cortados aos pedacinhos)

 

 

 

preparação:

 

esmaga a banana e mistura a aveia. adiciona o óleo de coco e o damasco. envolve bem. verifica a consistência, se necessário acrescenta mais farelo de aveia (a massa fica húmida mas sem escorrer de modo a conseguires moldar as bolachas). faz as bolachas do tamanho que preferires, coloca num tabuleiro sobre papel vegetal e leva ao forno (pré-aquecido a 180.ºc) durante 15 minutos (aproximadamente).

 

 

 

notas:

 

1) como o tamanho da banana e a sua consistência é uma variável, poderá ser necessário ajustar a quantidade de aveia.

 

2) o tempo no forno também poderá variar em função do tamanho dos biscoitos e do próprio forno.

 

3) a receita pode ser feita sem a adição dos damascos. caso optes por os colocar tenta comprar os que são secos sem adição de açúcar.

 

4) a princesa come estas bolachas desde os 7 meses e meio quanto tinha apenas os dois dentinhos de baixo - mas a verdade é que as gengivas são bastantes duras e funcionam quase como dentes. come-as sempre com a supervisão de um adulto; já tivemos que, por precaução, tirar-lhe da boca um bocado maior … e nem imaginam como ficou danada 

 

 

 

41171268_253229448667886_1987619420440100864_n.jpg

 

 

 

estas bolachas foram uma excelente companhia nas nossas idas à praia, sobretudo ao final da tarde… ajudavam a “atrasar” o jantar.

Mais sobre mim

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

leitura para crianças

facebook

pinterest

diz não à violência doméstica

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg