Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

há cada uma! #14

esta semana vamos fazer uma viagem no tempo até 1998. ano de grande projeção para o nosso belo país à beira-mar plantado.

a catarina, do blog quatro reizinhos - um blog onde partilha as histórias dos seus quatro filhos, com uma pitada de muito humor e bom-senso -, será a nossa guia nesta viagem.

 

"Antes de mais quero agradecer o convite para participar nesta nova rubrica. Foi com grande entusiasmo que decidi aceitar, o problema foi decidir qual seria a situação ideal para partilhar. Devo dizer que a lista é  bastante extensa e levei alguns dias para decidir qual deveria partilhar.  Acabei por me decidir por uma situação que me aconteceu à 20 anos atrás na Expo 98. 

 

Eu tinha 14 anos na altura e fui visitar a Expo acompanhada pelo meu irmão e pelo meu namorado na altura, que por sinal é o meu marido actual. Andamos muito, visitamos pavilhões e pavilhões. Eu andava encantada com todas  as peças de artesanato que vi. Adorei ver a cultura de cada pais e aquelas peças tão diferentes. Recordo-me de estar num determinado pavilhão de origem Árabe, não me recordo ao certo qual era o pais mas sei que tinham coisas lindas. Eu estava maravilhada a namorar todas aquelas montras quando ouvi um "vamos embora" e fui arrastada do pavilhão. O meu namorado e o meu irmão puxavam-me cada um por um braço e eu ou os acompanhava a bem ou a mal. Eu não estava a perceber nada e exigi que me explicassem o que raio se estava a passar. 

Acabaram por me explicar que enquanto eu estava imersa a contemplar as lembranças de artesanato os homens do pavilhão tentavam negociar camelos em troca da minha pessoa e a cada não apenas significava um numero maior de camelos.

Ainda hoje nos rimos desta situação que tão bem nos demonstrou uma grande diferença cultural entre dois países.

 

Espero que tenham gostado e pode ser que um dia volte para mais uma história."

há cada uma #14

imagem retirada daqui

 

há histórias que parecem tiradas dos contos das mil e uma noites...mas que afinal são vem reais e atuais!

já agora, só por curiosidade, sabes, qual o teu valor em camelos? 

e como és um manancial de histórias...és sempre bem-vinda a voltar 

 

para recordar:

há cada uma! #13

43 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

instagram

facebook

pinterest

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

segues-me?

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D