Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

dos tazos ao go

ontem fui jantar com o mano. ele é da geração pokémon. graças a ele acompanhei os desenhos animados. tenho ouvido e lido muito sobre o novo jogo da nintendo - pokémon go, mas só ontem in loco consegui compreender o conceito (acho eu).

o mano calmamente durante o jantar explicou o jogo e mostrou a aplicação.

então é assim: a ideia base do jogo mantém-se: apanhar os pokémon; o que muda é que efetivamente tens o poder de os apanhares...se chegares a eles… a tempo! e como chegas? a aplicação identifica o teu posicionamento através de gps e mostra-te onde se encontram os pokemón mais próximos (que permanecem nesse local por um período de tempo restrito). quando chegas ao local onde está o pokémon o teu dispositivo captura-o! (senti uma certa ligação aos ghostbusters).

claro que questionei: quem se presta a esse papel? ele: riu-se. no final do jantar fomos caçar os pokémon. e não estávamos sós!

quando andarem pela rua e virem pessoas vidradas no telemóvel e a continuarem a andar, provavelmente estão a jogar pokemón go, se do nada começarem a correr em direção ao vazio…definitivamente estão a jogar pokémon go!

e não pensem que fica por aqui … não é só o deus nintendo que define o caminho dos seus fiéis jogadores, cada jogador pode também libertar ‘qualquer coisa que não percebi bem o que’ que é desejável para os outros - deve dar-lhes algum tipo de poder (eu já a imaginar os putos no engate a libertar as suas substâncias para atrair as garinas :d :d :d ).

confesso que me diverti a ver todo este cenário. o meu mano estava a gozar com a cena a explicar-me e a lançar a tal substância, mas ao mesmo tempo estava concentrado na sua missão de captura.

fico fascinada com o poder deste tipo de jogos em homens adultos! e ao mesmo tempo com uma certa inveja da liberdade das suas mentes… da descontração; durante horas ou minutos a sua única preocupação é andar pela rua a apanhar seres virtuais com o telemóvel! como não podem os gajos serem mais ‘leves’ do que nós?! - falo no geral pois acredito que também há miúdas leves e descontraídas com a importante missão de apanhar os pokémon.

depois de muitas gargalhadas – sim, a gozar com o povo - eu, mana velha, do nada e com verdadeira preocupação disse-lhe: promete-me que tens cuidado ao atravessar a estrada!

saudades de quando ele jogava com os tazos!

pokemon

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    mami 22.07.2016

    aos tazos cheguei a jogar... ao go duvido... tenho mau sentido de orientação :D :D :D
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    leitura para crianças

    com um xi-coração podes ajudar!

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    diz não à violência doméstica

    instagram

    facebook

    pinterest

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    rasurando

    logo.jpg