Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

posições

quarta a noite chego a casa depois de uns merecidos dias de férias.

 

trato da pequena, deito-a.

 

vou buscar uns cereais e atiro-me no sofá.

 

ligo a televisão no sic notícias - apenas para conferir que o mundo está onde o deixei.

 

o.mais.que.tudo., munido de um grande hambúrguer, senta-se a meu lado (no parco espaço que lhe deixei).

 

na televisão estão 7 candidatos às europeias e um jornalista a moderar as intervenções.

 

ouvimos e vamos partilhando os nossos pontos de vista – sem grande garra, pois o cansaço da viagem faz-se sentir. mas sem conseguir contornar as posturas que toldam o nosso raciocínio e que nos põem em campos opostos na análise dos argumentos dos candidatos.

 

eu sou claramente de esquerda, ele de direita (sem extremos em nenhum dos lados). ele usa argumentos do género “já vistes quantas vezes o candidato do cdu diz trabalhadores no seu discurso?” “é só pedir, é só direitos, como querem usufruir sem se preocupar em criar riqueza?!” embora compreenda alguns dos seus argumentos - e os valide-, tentei que percebesse que se todos ganhássemos mais, se houvesse um menor fosso entre classes, haveria uma sociedade contributiva mais justas. “claro” – diz ele, “mas então que trabalhem, que produzam, que criem riqueza”, “que não parem o país com greves, que aproximem a exigência e a eficiência entre os setores público e o privado.”

 

mais argumentos se seguiram…

 

cansada e sem lhe querer dar grande razão, afundei-me no seu colo e adormeci.

 

eleições europeias

imagem retirada daqui

 

passatempo - resultado

já temos vencedora do primeiro passatempo do blog 

obrigada a tod@s que por aqui passaram e concorreram.

 

houve 42 participações e foi definido o número vencedor através de random. os concorrentes foram organizados por ordem de participação em formulário excel (realizado automaticamente pelo sistema de formulário google).

 

eis o resultado:

 

resultado passatempo

 

parabéns rita 

dia do trabalhador

não é irónico que se comemore o dia do trabalhador a não trabalhar?!

 

no dia da mãe, mima-se a mamã.

no dia do pai, mima-se o papá.

no dia dos namorados, mimam-se no casal.

no dia de natal, partilham-se as prendas do menino jesus.

 

 

no dia do trabalhador...põe-se o pezinho na areia.

 

dia do trabalhador

imagem retirada daqui

 

 

eu acho muito mal!

 

acho que devíamos trabalhar no dia do trabalhador, mimar a nossa empresa e partilhar o dia com o patrão, e ter o pezinho na areia todos os outros dias do ano

 

retratografia #4 [self-portrait]

abril, mês quatro, significa que chegou o quarto desafio do projeto retratografia.

desde janeiro que tenho aprendido imenso com este projeto. por um lado, pela pesquisa que vou fazendo e as tentativas para responder a cada desafio. por outro, na apreciação do trabalho das/dos colegas, com a partilha e o incentivo que existe.

gosto muito de fotografia, mas não sou de longe, minimamente conhecedora da arte. este projeto tem-me ajudado a saber fazer mais coisas e a querer saber ainda mais.

como sabem, sou uma blogger anónima, logo, fazer um autorretrato seria algo que, à partida, estaria condicionado.  este facto, exige apenas mais criatividade.

 

optei por desenvolver dois projetos:

1) nestas fotos pretendia mostrar quem sou não apenas no exterior, mas também através da partilha de um pouco da minha personalidade (cores vivas e alegres: energia e diversão; capacidade de criar e recriar – não desistindo perante contrariedades; a minha querida loucura sã e o meu desejo de amar, sempre).

 

retratografia self-portrait

 

 

nota útil: utilizei o programa photoscape x para criar o gif.

 

 

2) neste segundo projeto fiz um autorretrato desvendando o meu rosto, mas num tempo distante. ligando-me ao mais puro e sensível que há em mim. gostei muito do resultado.

 

retratografia 4

 

nota útil: as fotografias foram tiradas com o temporizador da máquina e editadas no vsco.

 

 

técnicas simples, de leiga e novata, mas que me deram muito prazer em desenvolver. agora, se quiserem ver coisas a sério, façam favor o de visitar as minhas/meus colegas de projeto:

catarina alves de sousa (criadora do projeto) - joan of july

ana garcês - infinito mais um

margarida pestana - margarida pestana

marta moura - fashionoir

natália rodrigues - escrever fotografar sonhar

joana sousa - jiji

artur e daniela - palavra padrao

marisa cavaleiro - marisa's closet (obrigada pela dica do gif)

fatia mor - vida às fatias

sábado: dia de acordar o tico e o teco

penso que já perceberam que adoro as imagens cheias de pormenores que nos obrigam a ir mais além do que os nossos olhos captam no primeiro olhar.

e tenho percebido que muitos de vós também nutrem esta paixão.

assim, trago hoje mais imagens para em 5 minutos desafiarem a vossa mente e despertarem o vosso sorriso 

 

 

 

dalí

(autor: salvador dalí)

 

 

 

 

ilusão

(fonte pinterest)

 

 

 

 

 

perfeita ilus

(fonte pinterest)

 

 

 

 

 

ilusão 1.jpg

(fonte pinterest)

 

 

 

 

 

ilus

(fonte pinterest)

 

 

 

 

 

ilusão cav.jpg

(fonte)

 

 

 

 

 

e para terminar... um desafio ainda maior:

quantos animais conseguem ver?

 

ilusão

(fonte pinterest)

 

 

se pudesses reviver um dia do teu passado, qual escolherias?

acredito que o autoconhecimento é a melhor forma de atingir a paz interior. descobrir e resolver questões que fomos enterrando no nosso íntimo na esperança que desaparecessem.

assim desafiei-me a responder à pergunta: se pudesses reviver um dia do teu passado, qual escolherias? 

não foi fácil nem rápida a escolha.

dilema: deveria escolher um dia feliz para reviver todas as sensações boas, ou escolher um dia menos feliz mas que me possibilitasse rever acontecimentos e melhor compreender as coisas?

quando surgiu a questão soube quem queria rever. só não sabia “quando”. como sempre é da reflexão que surge a luz.

 assim, escolhi um dia banal, pois é no somatório desses dias que se constrói o extraordinário de uma relação. decidi reviver um dia sem dramas, sem stress, sem euforias, sem nada que condicionasse o simples e genuíno prazer de estarmos juntas (rir, desatinar, gozar com as gafes da outra, decidir o que vamos jantar…). mais, queria reviver esse dia sem ter a consciência que em breve ela desapareceria para sempre da minha vida. queria (re)viver a inocência de acreditar no para sempre, de pensar impossível que uma jovem cheia de garra possa desaparecer aos 17 anos num acidente incompreensível. perder alguém que amo, que conheço desde que nasceu, sangue do meu sangue, foi a experiência mais dolorosa que já vivi. lembrar-me dela desperta em mim um sorriso nostálgico, não triste; sinto-me feliz por ela ter existido, por ter feito parte da minha vida, a dor que senti ao perdê-la foi justificada por tudo o que vivemos e não abdicaria disso por nada.

 

saudade

 

imagem retirada daqui

 

diz-se que: o amor pode ser eterno; o amor é imortal!

Mais sobre mim

com o teu irs ajudar não custa mesmo nada

com um xi-coração podes ajudar!

leitura para crianças

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

rasurando

logo.jpg

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

segues-me?

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D