Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

bolachas de alfarroba

ola!

nada melhor para acabar a semana do que uma inspiração culinária simples e saudável!

desde o nascimento da pg que procuro e desenvolvo receitas saudáveis e sem açúcar. coisas simples que substituem muitos produtos de compra - nada de masterchef

quando iniciamos esta aventura culinária percebemos que o tempo exigido não é muito e que cozinhar é uma forma de terapia. percebendo as regras básicas e experimentando sem receio dos erros (que acontecem) é um processo que chega a ser desafiante e divertido.

há muito que não partilho receitas mas hoje trago uma de bolachas de alfarroba. as bolachas não são muito doces, têm a meu ver o docinho q.b. para darem satisfação à alma e saciar a gula. podem ser feitas fininhas (que é como eu gosto) ou um pouco mais altas. a diferença estará, sobretudo, na crocância. 

bolachas de alfarroba

bolachas de alfarroba 

 - ingredientes -

1 ovo grande

1 chávena* de farinha de aveia**

1/2 chávena de farinha de amêndoa

1/2 chávena de farinha de alfarroba

1 colher (sopa) de açúcar de coco***

2 colheres (sopa) de azeite ou de óleo de coco (derretido)

1 colher (chá) de canela em pó

1 colher (chá) de fermento

1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1 colher (café) gengibre em pó (opcional mas aconselhável)

 

- preparação -

.1. junte todos os ingredientes secos numa taça e envolva bem

.2. bata o ovo com o azeite e adicione, depois, ao preparado "seco"

.3. misture tudo muito bem e amasse com as mãos até a massa ficar homogénea (fica bastante seca)

.4. ligue o forno a 180º

.5. estenda a massa, deixando-a com a altura a seu gosto, e corte com a(s) forma(s) que quiser. 

.6. leve ao forno, num tabuleiro forrado com papel vegetal, por 15m se forem fininhas ou 25m se forem mais altas (+/- 0,5cm) - como faço as bolachas finíssimas rende-me dois tabuleiros.

.7. tirar do forno, deixar arrefecer e devorar e/ou guardar num frasco bem fechado (eu como prefiro o vidro, costumo reaproveitar os frascos grandes de conservas).

*chávena de 200ml **pode obter-se triturando os flocos de aveia *** duas se gostarem docinhas 

veneza ... uma viagem fotográfica

estar em casa por tanto tempo e não saber quando poderá ser a próxima viagem faz-me ter saudades dos momentos passados na descoberta doutros lugares e outras realidades.

veneza


a última viagem que fiz foi a veneza em novembro de 2019. exatamente nos dias em que a cidade inundou de forma épica.
veneza é um local turístico por excelência. um local que muitos desejam conhecer. pela sua singularidade e pela mística criada à sua volta.
fomos dois dias apenas. chegamos de manhã cedo e regressamos no dia seguinte noite tarde. honestamente achei suficiente para sentir a essência da cidade (mesmo com as cheias). claro que para aprofundar recantos seria necessário mais tempo; mas o que me atrai no sentir o viver das cidades, das rotinas do seu povo, dificilmente se sentiria no centro de veneza, pelo menos foi a sensação com que fiquei, pois é uma cidade tão turística que está tudo muito direcionado para esse aspeto, havendo pouco espaço para o que é inerente à vida corriqueira da população local.
veneza é uma bela cidade para se passear a pé, para nos perdermos nos seus becos, canais e ruas estreitas (não é preciso grande esforço para nos perdermos  ).

postais da cidade

96670774_276710053506086_7277690553993527296_n.jpg

DSC_0382.JPG

DSC_0535.JPG

venice

96425832_170899240951100_5710220236200869888_n.jpg

97065686_238268337616191_9121949180183445504_n.jpg

96422002_618172839044486_4504130223335276544_n.jpg

97917577_562120951366862_6876892559642198016_n.jpg

96288936_255308805672829_5022460517432688640_n.jpg

 

 

pormenores que captaram a minha atenção

96119424_590578158227115_6973663730508759040_n.jpg

96407261_613139359288606_689558416712007680_n.jpg

96585167_699862747436646_5000019266066448384_n.jpg

96771440_257769462086398_4802775847935148032_n.jpg

97136623_1107723109597171_1939808471566254080_n.jp

97324277_678395666227200_172407293000810496_n.jpg

96382451_905348913247083_4777990884455088128_n.jpg

 

dicas da mami (boas e gratuitas):

- vale mesmo a pena fazer o passeio de barco pelas ilhas de murano, burano e torcello, a viagem dura cerca de 4 horas, custa apenas 20€ e ficamos a conhecer outras realidades de veneza – durante os percursos de barco a/o guia vai fazendo uma introdução à ilha e conta um pouco da sua história. nós compramos online antes de ir e funcionou tudo muito bem, mas se for época baixa dá perfeitamente para comprar no local – como íamos com pouco tempo não queríamos desperdiça-lo em filas, mas a verdade que havia muita gente por todo lado, mas nada de asfixiante.

- achei interessante fazer o percurso do aeroporto para o centro da cidade de vaporetto (autocarro versão barco), é uma forma diferente de chegar a uma cidade também ela diferente (custa 15€ por pessoa). no regresso ao aeroporto optamos pelo autocarro para ver outras paisagens e porque queríamos conhecer a parte da cidade onde se apanham os mesmos – passando pela cidade universitária (8€ por pessoa).

- quem viaja com crianças pequenas tem de pensar muito bem em levar ou não carro de passeio. nós levamos (criança 2 anos) e arrependemo-nos. a maior parte do tempo tínhamos de carregar a bebé e o carrinho, pois com tantos canais, pontes e pontesinhas, as escadas são muitas e o carrinho não dava jeito nenhum. se a criança aceitar o marsúpio é a melhor opção ou então o colinho e as cavalitas.

- no inverno aproveitem qualquer desculpa para beber um delicioso chocolate quente 

 

life is a beach

eu, do alto da minha arrogância, ri-me das pessoas que exageradamente andavam nesta figura

(chovia, tudo bem, mas não era para tanto)

97806583_248403919713945_3358041560724799488_n.jpg

(10€ o par)

no dia seguinte, a praça de s.marcos acordou assim

97275594_236669347563604_4070017344489914368_n.jpg

passadas duas horas a água já me chegava a meio da canela e as minhas maravilhosas dr. martens estavam inundads (pois a água entrava por cima!) ainda hoje têm um cheiro pestilento  mas mantive a minha teimosia e não comprei os preservativos para sapatos!

aqui não podemos dizer que tenha sido esperta, fui apenas (muito) teimosa 

 

 

 

 

 

cantas bem, mas não m’encantas!

disse-me uma vez o meu professor de português desconfiando dos meus argumentos sobre um determinado tema que ele dera para a escrita de um texto crítico.

ignorando a frase feita e a ironia do seu tom de voz, respondi-lhe, de modo arrogante, que o meu objetivo não era encantá-lo mas sim levá-lo a ver o meu ponto de vista, mesmo que divergente do seu. não respondeu, apenas anuiu e fez aquele gesto com a mão de quem dá passagem a alguém a quem estava a obstruir o caminho. "cantei bem" e mesmo sem o encantar tive uma excelente nota 

 

writing-923882_1280.jpg

imagem retirada daqui

 

andei a espalhar magia por outros cantos da saposfera vejam lá se vos encanto com as palavras partilhada no blog liberdade aos 42

Mais sobre mim

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

leitura para crianças

facebook

pinterest

diz não à violência doméstica

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg