Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

guia de lazer 2019

olá pessoas lindas 

espero que 2018 tenha sido um ano pleno para todos vós, que tenham aproveitado as nossas propostas do guia de lazer para 2018 e que se sintam inspirados para construir um 2019 ainda melhor.

à semelhança do ano anterior convidei os leitores desde singelo blog para partilhar as experiências de lazer que mais tinham gostado em 2018. juntando todos os contributos, deixo-vos o nosso guia para 2019 … aproveitem-no para se (mais) felizes partilhando (bons) momentos com quem amam.

guia de lazer 2019..

imagem retirada daqui

 

onde ir:

no verão - portugal continental

chaves e vidago - norte de portugal continental

trás-os-montes e alto douro - nordeste de portugal

ilha de são miguel e mais aqui - açores 

ilha terceira - açores

ilha santa maria - açores

suíça

irlanda

 

onde comer:

restaurante o bairro - aveiro

restaurantes de tapas - coimbra, leiria e santarém

restaurantes na ilha de s.miguel - açores

toucinho - almeirim

solar do moinho - cardigos

ninho d'hamburgo - arruda

o antónio - bobadela.

 

o que visitar:

museu de história natural e ciência - lisboa

jardim botânico, portugal dos pequenitos e quinta das lágrimas - coimbra

 

outras propostas:

londres e arredores

 

obrigada a todos e a todas que contribuíram para darmos boas ideias de viagem a quem por aqui passa 

os meus agradecimentos também à célia, à mãe maria, à sonhadora, à célia, à mãe coruja, que embora não tenham partilhado informações sobre destinos deixaram algumas sugestões. 

suíça: doce e branca

as nossas férias de inverno levaram-nos à suíça.
não foi uma viagem com a qual eu sonhasse, quiçá pela questão incontornável do frio.
mas, após a experiência, é uma viagem que aconselho. cada local (fora das grandes cidades) parece um cenário de filme - muitas vezes pasmei com a sensação de irrealidade pela beleza e dimensão.
em 5 dias percorremos o país. viajamos para zurique, alugamos carro e fizemo-nos à estrada - calma, não fomos à descoberta, uma viagem de 5 dias exige alguma preparação e rigor, no risco de não conhecermos quase nada e, é importante não esquecer, viajamos com uma bebé de um ano.

suíça


de zurique partimos para lucerna. cidade linda! 

48365327_351698252081007_2669407768867241984_n.jpg

 

48377950_2201519659866770_8953460782847229952_n.jp

 

aqui encontrei uma das mais belas igrejas nas quais já entrei (a mais bela continua a ser o sacre coeur em paris). as ruas junto ao rio, as casas, as flores... um encanto.

48389094_2197651317161893_160133212771713024_n.jpg

 

48389425_347191796096425_146078095504310272_n.jpg

 

48411982_1942999692474000_438806870077997056_n.jpg

 

48417061_327651718071129_6380457579323064320_n.jpg

 

48420699_1871579929631991_5426790040053219328_n.jp


sou perdida por queijo e foi nesta cidade que comi a minha primeira raclette - em território suíço, numa esplanada maravilhosa (com aquecedores exteriores e mantinhas para por nas pernas). e embora o vinho seja também uma das minhas perdições, combinando perfeitamente com o queijo, na suíça beber vinho num restaurante é um atentado à nossa carteira!
ficamos alojados no hotel astoria. não é o tipo de hotel que preferimos, por ser muito "internacional" e citadino. mas pelo valor e as condições que oferecia era a escolha acertada.


interlaken foi uma zona que nos apaixonou. os lagos, as montanhas, as casas, o ambiente vivido pelas pessoas.
ficamos alojados no hotel tell, uma residencial simples mas com excelentes condições, com uma pastelaria em frente para o pequeno almoço e perto de um dos restaurantes melhores conotados na zona - o ..... na noite seguinte ficamos no chalet maria, um mimoso apartamento que aconselho, pelas excelentes condições e a simpatia dos donos.

 

a partir de interlaken fomos à descoberta das montanhas, da neve e das vaquinhas 

48389264_1007418949443240_6096394893406502912_n.jp

 

ao chegar a grindelwald apanhariamos o comboio que nos levaria ao topo da europa - jungfraujoch.

48380901_764864707179909_7926902069401747456_n.jpg

 

logo percebemos que não iriamos subir tanto. as razões: o tempo de viagem, o pouco afeto da nossa filha pelo frio e vento que se fazia sentir e o valor (aproximadamente 150€ por pessoa).

optámos, por isso por subir até "meio" - kleine scheidegg (aproximadamente 50€ por pessoa) - e foi a melhor opção que fizemos, tendo em conta que estávamos com a bebé, pois mesmo em kleine scheidegg ela não estava muito satisfeita com o tempo que se fazia sentir.

48391636_291294088111728_4824938403168518144_n.jpg

 

embora o frio é inegável a beleza do lugar 

48380635_2020926784653931_6608627811412344832_n.jp

 

almoçamos no restaurante da estação... perfeitamente enquadrado e o melhor: quentinho 

48396390_348239732670958_7469644174438957056_n.jpg

 

48428002_523759684789123_2257559201620426752_n.jpg

 

no regresso das montanhas visitamos o lago blausee com águas cristalinas em tons de azul e verde, emoldurado neste outono pelos tons terra das árvores. uma verdadeira ovação à beleza da natureza. 

suíça: beleza e encanto

 

após um dia entre montanhas e lagos viajamos rumo aos encantos gastronómicos da suiça: chocolate e queijo.

fomos rumo a fábrica do chocolate em broc - que para sorte nossa está aberta ao domingo. caillers é a fábrica mãe, mas na verdade é a nossa conhecida nestlé. o museu é muito engraçado e fazemos provas do delicioso chocolate...não deixem de ir!

48381863_274555233238458_1889923607539220480_n.jpg

 

depois do chocolate a fábrica do queijo (fomos muito gordos neste dia ). após a visita à fábrica deliciamo-nos com um maravilhoso fondue.

48393135_661036750958873_8823679627214979072_n.jpg

 

fechamos o dia com a visita à vila medieval de gruyères. linda! - tive pena de não ter ido mais cedo para a apreciar também de dia. 

48385126_401780403720655_4295477022718689280_n.jpg

nesta vila existe o museu e o bar do criador do alien (o filme) - rh giger. não tenho palavras para descrever sobretudo o bar. imperdível!

 

montreux foi o próximo destino. ficamos alojados no swiss historic hotel masson. o hotel estava em obras o que cria sempre um desconforto. gosto de edifícios antigos mas não gosto de coisas velhas. ao pequeno almoço apercebi-me que o local era gerido por portuguese. como percebi eu isso? porque a chefe de sala do pequeno almoço dirige-se ao empregado pedindo-lhe para "ir tratar daquela merda"...pura classe!

 

para descontração...conseguem perceber onde acaba a parede e começa o cortinado? 

48391348_274067163467390_941209939383156736_n.jpg

 

ao jantar fomos ao davinda lounge um espaço de tapas muito agradável. 

48367387_2239961076217227_5476356904701657088_n.jp

 

fizemos o percurso junto ao rio em direção ao castelo ...

48379703_785714821765420_5421803217950343168_n.jpg

 

vale a pena! pouco antes do castelo há um quiosque muito catita onde paramos para beber um café quentinho. a senhora é muito simpática e quando percebemos... é portuguesa. uma bela surpresa - desconstruindo a imagem negativa gravada ao pequeno almoço.

48374820_2282752955303144_7548789143120117760_n.jp

fotografando o château chillon

 

seguimos viagem rumo a genebra. passando por lausana - outra cidade que fiquei com pena de não explorar melhor. 

 

algumas considerações:

relativamente às maiores cidades nas quais estivemos, zurique e genebra, tenho de confessar que fiquei desiludida. são cidades. apenas isso. estar numa delas ou estar em tantas outras na europa seria semelhante. não lhes encontrei uma identidade própria como encontramos em lisboa, roma, madrid ou amsterdão. claro que têm uma arquitetura que as distingue, mas apenas isso. são bonitinhas mas falta-lhes, no meu ponto de vista, personalidade.

novembro não é o melhor mês para visitar o país, há muita coisa fechada na preparação para o inverno.

sim, é um facto: na suíça tudo é (muito) mais caro... mesmo no supermercado!

be there!

mais um anúncio de natal, eu sei, não resisto. este tem a particularidade de mostrar uma realidade que começa a ser "mais comum": um pai e não a tradicional imagem da mãe a cuidar da filha.

 

nunca deixemos de estar lá! 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

 

desafio do advento de 16 de dezembro

e riram-se do nariz encarnada do rudolfo

quando pensas que já tinhas visto tudo… estás a ver, por solidariedade, o canal panda e deparas-te com a publicidade de um unicórnio cuja magia é fazer uma poia colorida.

nada tenho contra poias.

por o nenuno a fazer cocó já me parece absurdo 

(amo a minha filha e mas nunca fiz esta cara de encantamento a limpar-lhe os seus cocós bombásticos)

038700014057_2.jpg

imagem retirada daqui

 

vender peluches em forma de generosa poia é, para mim, inexplicável…

48191344_342071356593872_2945342439629520896_n.jpg

 

agora unicórnios a defecar poias arco-íris é muito boom festival!

 

 

se a minha filha alguma vez tiver "a falta de chá" de me pedir qualquer coisa relacionada com poias ofereço-lhe o tradicional "peido líquido" para ela perceber o hediondo da coisa e não andar a fantasiar com cocó!

 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

 

desafio do advento dia 15 de dezembro

coisas que me espantam

um dia destes tive de ir com a pequena à pediatria do hospital – as melgas de outono despertam na princesa reações alérgicas descomunais.

enquanto estava na sala de espera, chega uma família com uma criança de 6 ou sete anos. ouço a descrição que a mãe faz dos sintomas da crianças “mal estar, dor de barriga, vómitos”. a família senta-se enquanto aguarda ser chamada para a triagem. a mãe pede ao companheiro que vá buscar um leite achocolatado e umas bolachas para a menina. eu fico parva a olhar e a pensar mas carago a menina não está com dores de barriga?! 

o senhor diz que a máquina não tem leite achocolatado mas que tem iogurte, a senhora desagrada diz que iogurte não, que o melhor é um chocolate 

coisas que me espantam

imagem retirada daqui

 

ora bem, a não ser que a criança tenha uma necessidade crónica de chocolate, não consigo compreender esta atitude!

 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

 

desafio do advento de 14 de dezembro

há cada uma #23

há muito que não escrevia nesta bela rubrica. mas tenho uma situação desta quadra natalícia que seria imperdoável não partilhar com as belas pessoas que por aqui passam, na esperança de lhes despertar um inusitado sorriso de “como é que é possível?!”

já viram o afortunad@s que são ?!

vamos agora ao que interessa: a história.

anos atrás, a instituição onde trabalhava, aproveitava as mega promoções de brinquedos do jumbo (até 60% de desconto e por vezes mais) para comprar as prendas de natal para as crianças.

normalmente ia a estas compras com uma colega minhas por sermos ambas responsáveis por valências (agora respostas sociais) com crianças.

por norma comprávamos cerca de 150 prendas. era sempre uma manhã enfiadas no meio dos brinquedos, na conversa com os funcionários de secção e de armazém. era cansativo mas também divertido.

num ano, após fazer as compras enquanto aguardávamos que fizessem os embrulhos, saímos do shopping, com dois carrinhos de supermercado cheios de tralha, para a minha colega fumar. era dezembro mas estava um belo dia de sol. sentámo-nos nas escadas do exterior do  centro comercial. estamos numa amena cavaqueira quando passa um senhor que se dirige a nós dizendo: “boa tarde meninas, desculpem, mas tenho de vos dizer, tão bonitas que vocês são podiam andar na prostituição e andam aqui a trabalhar”. estamos nós parvas a entreolhar-nos e a olhar para o senhor de boca aberta a tentar perceber o tom e que mensagem queria ele transmitir enquanto ele sobe à sua motoreta e arranca rua fora.

e pronto,

quiçá eu e a minha amiga passamos ao lado de uma (boa) carreira na prostituição

ou

quiçá o senhor queria ser o nosso “agente”.

ou,

quiçá aquilo foi um elogio ao trabalho.

ou,

quiçá foi apenas um devaneio

há cada uma #23

imagem retirada daqui

mas na certa… há cada uma!

 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

 

desafio do advento dia 12 dezembro

queques de farinha espelta e applesauce - sem açucar

estabeleci uma luta feroz contra o açúcar na alimentação da pequena.

quando as pessoas dizem “coitadinha”, quando lhes peço +ara não lhe darem bolos ou bolachas, apetece-me atirar-lhes com um tacho de 50kg.

tento explicar que o paladar dos bebés é “virgem” e vai conhecendo o que lhes vamos dando. a minha pequena nunca rejeitou alimento algum por não ter açúcar. claro que fui tentando tornar o sabor simpático usando alimentos naturalmente mais doces como fruta, farinha de milho, cenouras, frutas desidratadas sem açúcar (figos, damascos, tâmaras, ameixas). e já vão 8 meses de introdução alimentar muito bem-sucedida - que o diga ela no alto dos seus 9kg e 77 cm J

tirando algumas opções da holle, a sua alimentação, incluindo papas, é muito caseirinha – tenho aqui de excluir a questão da creche em que as papas industriais são uma realidade, em dias alternados com iogurte, natural por minha exigência, com fruta.

pesquisei vários blogs de comida para bebés, fui aprendendo, inventando, errando e acertando.

 

como sabem adoro muffins e agora ela também 

esta foi a nossa primeira receita bem-sucedida e hoje trago mais uma:

 

queques com farinha espelta e applesauce*

queques de farinha espelta e applesauce

 

.ingredientes.

1 ovo

1 colher de café de canela em pó

1 colher de café de bicarbonato de sódio

2 colheres de café de fermento em pó

1 colher de sopa de óleo de coco amolecido

150g de farinha de trigo integral

100g de farinha espelta

250g de applesauce

150ml de água (se preferir pode usar leite ou bebida vegetal)

 

.preparação.

mistura as farinhas, o fermento, o bicarbonato e a canela. reserva.

na liquidificadora ou com a varinha mágica mistura a apple sauce, a água, o ovo e o óleo de coco.

envolva as duas misturas. coloque em formas de silicone e leve ao forno (pré-aquecido) por 20m a 180ºc (após este tempo, ou antes se achares necessário, faz o teste do palito)

 

 

*applesauce não é mais do que maça cozinhada a baixas temperaturas por um longo período de tempo. receita: 1 kg de maças cortadas aos cubos pequenos ou às lascas (com casca e sem as sementes e sem o núcleo mais fibroso), duas chávenas de café de água, 1 colher de chá de canela moída (opcional). coloque a maça e a água na panela e deixe cozinhar em lume brando durante duas horas, mexa regularmente. passadas duas horas, triture a maça, acrescente a canela e deixe cozinhar mais 30m/1h – até o preparado deixar de libertar água. 

este preparado é também excelente para misturar nos iogurtes naturais.

conservar no frigorífico (5/7 dias) ou congelar.

 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

 

desafio do advento de dia 11 de dezembro

por uma noite de consoada mais intimista

não é novidade para quem por cá vai passando a minha paixão por bons anúncios publicitários.

o natal é uma época fértil para criar anúncios emotivos, que apelem a um conjunto de valores.

o anúncio que hoje trago é uma partilha:

 

e um desafio:

este ano, na noite de consoada, preparem um jogo de perguntas que vos permita descobrir coisas interessantes naqueles que amam... não há melhor presente do que nos interessarmos genuinamente pelo outro, pelo seu percurso de vida, pelos seus sonhos e desejos. vamos brindar os outros com o nosso interesse e aposto que vamos ganhar muito com aquilo que vamos descobrir.

vamos nessa?!

 

 

não se esqueçam de deixar os vossos contributos com as vossas melhores experiências de 2018 aqui

desafio do advento de dia 10 de dezembro

 

 

Mais sobre mim

leitura para crianças

com um xi-coração podes ajudar!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg