Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

como começariam a vossa história?

hoje trago um desafio muito pessoal, mas que acho que nos pode inspirar a todos a posicionar-nos e definir novos objetivos para um novo ano que não tarda a chegar!

num futuro, ao contar a vossa história de vida a alguém como gostariam de começar?

 conto com a vossa inspiração e partilha 

_era uma vez..._.png

 

eu começaria a minha história assim:

"com uma vida nómada, sendo de todo lado e de lugar algum, procurou criar um mundo seu, onde embora permaneça a sua vontade de desbravar o mundo, encontre o seu porto de abrigo enraizado não em lugares mas sim em pessoas..."

 

 

ilha da madeira - pormenores que apaixonam

agarrando o desafio do sapinho deixo aqui belas imagens da ilha da madeira 

adoro fotografia e optei escolher pormenores que embelezam as grandes paisagens 

DSC_0094.JPG

 

DSC_0122.JPG

 

DSC_0185.JPG

 

DSC_0197.JPG

 

DSC_0210.JPG

 

DSC_0412.JPG

 

para quem pretender visitar a ilha, ficam aqui as minhas sugestões 

 

nota: tive de reduzir as imagens para fazer o upload, caso o sapinho queira alguma com maior qualidade é só dizer 

 

 

uma viagem de nove meses

uma viagem de 9 meses

 os últimos meses têm sido uma viagem com muitos altos e baixos.

a viagem começou com a certeza da tua existência, com a felicidade de saber que irias fazer parte das nossas vidas.

por feitio, paranoias e receios mantive-te escondidinha, só o papá e eu sabíamos da tua existência.

o papá achou que era egoísmo não partilhar a boa nova com aqueles que sabíamos que te iriam amar desde o momento que soubessem de ti… mas a mamã continuava com muito medo de gritar ao mundo tão grande fortuna. aos poucos fomos revelando a tua existência.

depois veio o receio, o medo. achámos que não estavas bem, que não iriamos conhecer-te. o sonho transformou-se em pesadelo; em ânsia, em diversas formas de medo. medo de perder-te ainda antes de conhecer-te. entre exames e resultados foram as duas semanas mais duras que já vivi, perdi o norte, não conseguia concentrar-me e a lágrima estava sempre à espreita. quando chegaram os resultados não fui capaz de os ler. foi o papá -sempre forte e determinado-, que me deu a boa nova: tudo estava bem contigo! tenho esse momento gravado em mim, pormenor a pormenor.

tens sido uma bebé maravilhosa, tens sido um docinho para a mamã. sem enjoos, azia ou dores. vá, tiraste-me o sono algumas noites, mas como dizem “é um estágio para o que aí vem”.

já imaginamos cada bocadinho de ti. discutimos o teu nome. preparamos o teu quarto.

estamos todos à tua espera. não te faças de rogada. faz favor de nos dar um ar da tua graça.

 

nota: não é para pressionar, mas ouvi dizer que se não saíres por tua iniciativa … vais receber, em breve, uma ordem de despejo … coerciva!

será que o governo acha que somos parvos?!

isto de estar de baixa à espera que a catraia dê um ar da sua graça dá-me mais tempo para me atualizar do panorama nacional. o que tem sido um erro...grande!

ontem andava eu, ainda, irritada com a treta criada à volta do panteão quando distraída na minha vida começo a ser bombardeada com as sucessivas notícias sobre a greve dos professores, as exigências da classe e as propostas do governo.

no meio de tanto disparate e desigualdade entre funcionários da função pública - não entendo existirem diferentes critérios para um mesmo patrão e não me refiro à situação atual mas à discriminação positiva da qual a classe docente sempre beneficiou ao nível da progressão na carreira e valores auferidos (pena daqueles que entraram a partir de 2010 ... assim como eu) -, ouço a proposta/compromisso do governo de contabilizar todo o tempo de serviço numa próxima legislatura.

mas, mas, mas os senhores acham que somos todos burros.

que governação é esta que empurra tudo para a frente, para que os outros cumpram as suas promessas e que “se amanhem”?

ou pior, será esta uma "rasca" estratégia política para assegurar os votos dos professores portugueses nas próximas legislativas de modo a estes assegurarem a concretização da "promessa".

governo goza com a nossa cara

imagem retirada daqui

 

fiquei enjoada e garanto que nada tem a ver com o meu estado!

 

rapidinhas da semana #7

cá estamos para a nossa atualização semanal sobre o que de melhor (e pior) se passa por este cantinho à beira-mar plantado.

 

1 - a náusea da "polémica" do jantar da web summit no panteão nacional. não me recordo se já aqui comentei, no verão uma conhecida minha alemã referiu que portugal tinha demasiados canais informativos 24h para a sua dimensão e que por isso fazia de notícias o que não são notícias e que esmifram as pseudo notícias até ao absurdo.

esta história do jantar no pavilhão lembrou-me esse comentário (assim como a constante atualização das vítimas de legionella - os canais noticiosos como cães famintos aguardam por mais uma vítima para fazer disso notícia de última hora).

não simpatizo com o nosso primeiro ministro, acho-o pouco empático e muda de discurso consoante lhe convém. a sua indignação com o jantar no panteão trouxe ao de cima uma hipocrisia tremenda em relação a este assunto: já houveram jantares, encenações, missas, mas agora é que vem um problema?! acusa-se o antigo governo pela possibilidade dos eventos, exige-se (sangue) a demissão de pessoas e a revogação do decreto-lei... mas porquê tanto barulho agora? Qual a necessidade de manchar um evento, que parece ser consensual ser de interesse para portugal, como o é o web summit, com uma coisa deste género?!

com isto não quero dizer que acho bem ou mal jantares no panteão, na verdade acho apenas de mau gosto. há jantares em mosteiros e também há lá mortos! será que há defuntos que merecem mais respeito do que outros... mesmo após a morte há portugueses de primeira e portugueses de segunda?

se falássemos de shows de striptease talvez achasse indiscutivelmente ofensivo. honestamente, e mesmo sendo fã do harry potter, acho mais ofensivo uma encenação para o lançamento de um livro no panteão ... onde está aí respeito pelos defuntos?! ... é cultura dirão uns ...please, direi eu!

depois, enquanto em Portugal se procuram responsabilidades políticas, ao nível das crianças do pré-escolar, de fora vem o responsável do web summit pedir desculpas aos portugueses (questiono eu de que pede o sr desculpas, ele organizou um evento e obteve autorização…ponto!).

depois ainda vem o senhor "(...) bispo emérito de Beja criticou, esta segunda-feira, o jantar realizado pela Web Summit na passada sexta-feira no Panteão Nacional, fazendo alusão aos “bacanais” que os romanos realizavam nos cemitérios." - não haverá aqui um pouquinho, digo eu, de exagero?!

 

e olhem, sabem que mais, esta semana não há mais rapidinhas…esta situação irritou-me de mais!

o caso do panteão

imagem retirada daqui

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

instagram

facebook

pinterest

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

segues-me?

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D