Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

procriação medicamente assistida

só tenho a dizer: e o gajo que quiser ter um filho sozinho?!

 

bem, tenho mais a dizer.

prós e contras de ontem trouxe a debate um tema interessante mas aparentemente que ninguém queria discutir na sua essência: a procriação medicamente assistida para toda a mulher.

.porque se confunde identidade biológica com identidade civil?

 sim, acho importante, sobretudo por questões relacionadas com aspetos de saúde, que o bebé/criança/jovem/adulto tenha conhecimento dos seus "antecedentes" genéticos, mas, para este indivíduo o que lhe importa saber se quem doou esperma ao estado português se chamava pedro, felisberto ou joaquim? não se misturem coisas. um dador não é um pai. não se reduza a parentalidade ao espermatozoide e ao óvulo que se encontraram num laboratório!

.porque trazer a adoção para esta discussão?

quando a sra professora presidente da comissão de bioética, refere que se deveria legislar melhor a adoção, sobrepondo-a a esta questão...só me apraz dizer: sim tem de se rever a lei da adoção em portugal, mas esse é outro assunto! o que estava a srª drª a insinuar...que há muitas criancinhas no mundo para adotar e que por isso a mulher deve "recorrer" a essas em vez de trazer novas ao mundo? ... assim sendo e dada a nobreza da abordagem, porque não se proíbe aos casais heterossexuais de se reproduzirem livremente...afinal já à muita criancinha para se ir "buscar".

.não concordo com que uma mulher procrie e eduque uma criança sozinha. o que acontece a todas aquelas a que a vida a isso obriga, deve ser-lhes retiradas os filhos? as que têm "azar" podem e as que responsável e refletidamente decidem que o desejam fazer, não podem?

como diz o outro: um assunto é um assunto, outro assunto é outro assunto!

não se misturem assuntos, não lancem areia para cima dos olhos do povinho, só porque não há argumentos "em defesa dos direitos da criança" que é concebida por ser desejada!

o que efetivamente eu questiono é a igualdade entre homens e mulheres neste direito à "produção autónoma" e o que penso não é que se tenha de prejudicar a mulher, mas sim encontrar uma solução para os srs!

 

 

#8 por qual livro estás mais grata?

com a vida que já tenho para trás escolher um só livro é uma tarefa ingrata.

mas se é..é! 

a minha escolha é... (tambores, bombos e trompetes) .... a metamorfose de kafka!

 

e o vosso...ou quais aconselham?

 

#7 - por que recordação estás grata?

tantas... tantas ... algumas das quais escondidas e despertas por determinados odores, locais ou palavras.

fui aligeirando a minha bagagem ao longo da vida... assim, resta-me agora, uma bagagem funcional e repleta de coisas boas.

ao ter de selecionar uma e apenas uma recordação da minha vida, optarei, hoje...amanhã poderia ser outra, por escolher recordar a primeira vez que vi o meu mais que tudo a dormir, lindo, calmo e desprotegido; a imagem perfeita de um rapazinho grande.

 

 

not yet ... mas quem me dera

como qualquer rapariga que se prese, tenho os meus pontos fracos.

um deles, comum a várias boas moças, são os sapatos, sandálias, botas e afins ... não tenham o atrevimento de me chamar fútil! 

uma boa rapariga tem de ser inteligente, diversa e complexa, se for bela e com estilo é um plus! 

no verão passado (sem alusões ao filme) descobri uma marca de calçado português que me apaixonou: a not yet. confesso que os sapatos não são para todos os gostos. tem alguns bastante (lindos) alternativos. já comprei no verão e a qualidade é excelente.

ontem...no aconchego do meu sofá decidi espreitar o site... e ai mãe! lá vi as botas ... foi amor à primeira vista, uma paixão profunda e ...este é dos amores que se podem comprar!

decidi dar-me uma prende de ano novo, de fevereiro, de inverno ou de s. gonçalinho...qualquer desculpa é válida.

 

digam lá, do profundo do vosso ser, não são lindas?!

 

 

zero patrocinio, top bom gosto 

 

porque eu posso!

as minas andanças por cá já me fez conhecer muitos blogs e muita boa gente ... nunca é fácil escolher apenas um para aconselhar... mas como isto da follow friday vai acontecendo de quando em vez... quiçá um dia consiga destacar todos ... e daí não sei, já que a minha curiosidade faz-me andar sempre à espreita.

hoje aconselho (pensei em dizer mando...mas não queria ser autoritária  ), porque eu posso, da fátima bento, que tem sido uma presença constante e um conforto em muitos momentos. mas não sugiro o blog apenas porque adoro quem o escreve, mas porque adoro como escreve, adoro a maneira, por vezes nua, em que abordas os temas, porque é humano e frontal... no fundo porque poderia ser eu a escreve-lo 

comedy against trumpism - europa unida

o que fazer quando há um homem, com bastante poder, que só anda a fazer bosta?

torna-lo uma paródia parece-me uma excelente opção!

"Este vídeo faz parte do movimento Comedyagainsttrumpism, para o qual tivemos a honra de ser convidados. Bélgica, Espanha, Alemanha, Áustria, Suiça, Dinamarca, Islândia, Estónia, Lituânia, Eslováquia… e até a Austrália, competem connosco pelo segundo lugar na gavetinha do Trump." - filomena cautela, 5 para a meia noite (02/02/2017). a holanda está também no barco (obviamente) !

vale a pena ver :) 

se encontrarem mais...por favor partilhem comigo 

 

 

  só faltou introduzir a nossa gastronomia que é rica e variada...nada com que os americanos possas competir 

 

e assim introfuzimos, continuando com os 30 dias de gratidão, o #4 - por qual comida estás mais grata?

adoro comer. a minha paixão não reside na quantidade mas sim na diversidade. adoro viagens gastronómicas.

vi há anos um filme (tenho pena em não me recordar qual ) em que uma personagem dizia que deveríamos experimentar um novo sabor por dia para ativar novas sinapses nosso cérebro. este é um desafio que tenho sempre presente!

mas aqui o desafio é identificar a comida pela qual estou mais grata e a única forma que tenho de pensar nisso, para fazer uma escolha, é pensar que se tivesse de comer o mesmo alimento até ao final dos meus dias...qual seria, pelo sabor e diversidade de formas de consumir. 

(imaginem o som dos bongos)

- milho -

christmas-791110_1280.jpg

fonte da imagem: kaboompics

qual a semelhança entre a interrupção voluntária da gravidez e a eutanásia?

quando existiu a primeira discussão sobre a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, andava eu no liceu, chegava a casa e ligava a tv na rtp2 para ver a discussão no parlamento. vejam lá que na altura o meu ídolo político era odete santos! 

das coisas que mais retenho dessa fase em que começou o meu interesse pela política foi entender a importância de se criarem leis que permitam a liberdade de escolha do indivíduo, sem interferir na liberdade dos outros. 

na altura havia uma forte questão de linguagem sobre o se ser a favor das despenalização da interrupção voluntária da gravidez ou o se ser a favor do aborto; para muitos era a mesma coisa. as campanhas contra a despenalização optavam pela segunda abordagem, pois ninguém queria ser a favor da morte de "bebés"!

este tema foi, à segunda, ultrapassado. recordo-o porque estamos perante uma situação semelhante, ao nível da abordagem da questão, agora a respeito da eutanásia. não estamos aqui a discutir quem é a favor da morte ou se quisermos do homicídio ou suicídio.

discute-se o direito a cada pessoa poder escolher sobre a sua vida.

porque pode uma pessoa saudável, ou pelo menos capaz de cometer o ato, suicidar-se e, uma pessoa doente e fisicamente incapaz, não? não terá ela o mesmo direito de decidir sobre a sua vida?

quem somos nós para impedir que alguém decida sobre a sua própria vida? essa decisão compete a cada um. ninguém vive na pele do outro e por isso não tem o direito de limitar as escolhas do outro à sua visão do mundo!

a eutanásia terá, obviamente, de ser legislada para que o indivíduo fragilizado seja protegido e a decisão, de pôr termo à sua vida, seja sua e não doutros. porém, não deverá ser pela dificuldade em legislar e pela sensibilidade do tema, que se limite a liberdade do cidadão.

por questões alheias à minha vontade no passado domingo fui à missa. foi bom, lembrei-me porque deixei de ir! no final da missa o sr. padre vomita o seguinte discurso (numa igreja com 75% de seniores): "vai estar em discussão a questão da eutanásia. como bons cristãos temos de ser a favor da vida, portanto contra estas iniciativas. há muitos filhos que para ficarem com a herança dos pais, maltratam-nos para estes perderem a vontade de viver, pedindo assim para morrer. se os pais se sentirem amados, mesmo em sofrimento, vão querer viver."

i rest my case

 

 

 

para respirar fundo e aligeirar, vamos continuar com o desafio da gratidão.

gratidão#3 - por qual cor estás grata?

estranhamente esta é um questão complicada para mim ... e não por ser daltónica

gosto de uma palete de cores que têm diferentes efeitos em mim e com as quais me sintonizo de acordo com o meu estado de espírito.

estou grata pela existência das cores e da sua capacidade de emoldurarem o nosso sentir.

mas tendo de escolher só uma, será o azul pastel. esta cor traz-me muita tranquilidade e paz.

é a cor do mar no verão e do céu iluminado pelo sol. é a cor do olhar do meu amado. e, sobretudo, é a cor dos estrunfes 

sheep-1476781_1280.jpg

 fonte da imagem: digipd

  

não havia mesmo necessidade!

recentemente mostrei a minha indignação em relação a uma proposta indigna aqui

e pensei que o meu grande problema seria arranjar nova cabeleireira. mas pelo que parece  a pessoa que precisa de "ajuda" tem largos tentáculos!

estava hoje naquele relax idiota de correr a página do facebook com o objetivo único de alguns minutos sem pensar, quando me entra uma mensagem no messenger de uma pessoa que conheço dos copos (ou seja que vejo 3 vezes por ano e que nunca me contactou no facebook), adiante denominado "o imoral":

 

o imoral: "boas. sei que estás com os exames de um cromo da bola, que joga aqui no clube!"

a indignada desconfiada: (não responde)

o imoral (passado 5m): "ele safa-se ? não me sabes dar nenhum tópico do exame de sexta-feira ?!"

a indignada chocada: "claro que sei! ele que estude! "

o imoral: "Claro ! Se puderes envia, para o ajudar a estudar !!"

a indignada passada: (não responde)

 

 

conclusões:

.cai pelo chão a minha crença nas pessoas

.pessoas imorais não percebem ironia

.pessoas imorais são burras!

 

 
 

 

Ironicamente no desafio da gratidão o dia de hoje está relacionado com tecnologia...coincidência?! 

#2 - porque tecnologia estás grata?

não sei se será terminologicamente correto considerar a internet uma tecnologia, mas como o blog é meu eu considero o que quiser 

as possibilidades de conhecimento e comunicação que a internet trouxe são infindáveis. hoje sabemos sobre imensas coisas, temos acesso ao conhecimento e às diversas visões sobre o mesmo. podemos comunicar e trabalhar com pessoas em qualquer parte do mundo. os recursos são inúmeros!

claro que há riscos, tudo tem riscos. no entanto considero que as vantagem os ultrapassam largamente!

tree-200795_1280.jpg

 fonte da imagem: geralt

 

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

leitura para crianças

com um xi-coração podes ajudar!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

diz não à violência doméstica

instagram

facebook

pinterest

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg