Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

viver | amar | sentir | pensar | lutar | conquistar | desafiar | refletir | descobrir | experimentar | partilhar | aprender | acreditar | sonhar * ser mãe sem me perder de mim *

vivo em pecado mas sou elegível

igreja católica

fui educada na doutrina da igreja católica. os meus pais não são fundamentalistas, mas os mandamentos, os sacramentos e os princípios estiveram sempre presentes.

na minha adolescência a incompatibilidade de visões (sobre o aborto, o uso de preservativo, a homossexualidade…) afastou-me gradualmente do pensamento veiculado pela igreja e consequentemente da participação das suas práticas.

desde então a minha relação com a igreja católica é "institucional" ou seja: casamentos, batizados, funerais e afins (todos dos outros, o que no caso dos funerais tem dado bastante jeito).

recentemente fui convidada a ser madrinha de uma catraia. inicialmente rejeitei pois um dos princípios é ajudar a educar a criança nos princípios da igreja católica; pois bem, parece-me um pouco hipócrita assumir esse compromisso quando eu própria não tenho essa prática (não se assustem que respeito a maior parte dos mandamentos, os princípios humanos de respeito pelo outro). após insistência da mãe, à qual emocionalmente me é difícil afincar o não, acedi ao pedido.

quando achámos que isto da igreja já está claro nas nossas mentes (o que nos aproxima e o que nos afasta)... vem que descubro que tem sempre coisas para nos surpreender.

o últimos sacramento por mim praticado foi o crisma (confirmação do compromisso/votos com a igreja) ainda em adolescente; sacramento este me me permite ser madrinha. mas... na verdade já deveria ter cumprido outro: o do sagrado casamento. como me afastei da igreja nunca me passou pela cabeça casar por este meio, assim, aos olhos da igreja católica vivo em pecado.

bem, parece que pior do que viver em pecado por ter decidido não cumprir com um dos sacramentos é cumprir com ele e desfazê-lo.

o pretenso padrinho da criança tem um grande problema, é um pecador, quase traidor ... é divorciado!

foi contra o principio do "até que a morte vos separe" (porque teve o bom senso de cumprir o primeiro mandamento e não matar a ex-mulher), rompeu com o sacramento do matrimónio e em consequência não pode ser padrinho da criatura.

ele que escolheu constituir família perante os desígnios da igreja, mas que perante as incompatibilidades e a dureza que implica sempre o final de uma relação, decidiu apostar na sua felicidade e bem-estar... é banido da possibilidade de apadrinhar uma criança (pois não é um modelo a seguir). eu que me desliguei da igreja há mais de 15 anos, que vivo em pecado, não profiro a "fé da nossa igreja" posso ser madrinha. 

não vos parece mais um pequeno problemazito burocrático de uma igreja que, salvo o chiquinho, corre o risco de se perder (força e abrangência) no rigor e inflexibilidade dos seus postulados?

batismo

 

nota: não pretendo ferir suscetibilidades. respeito todos os credos e religiões; está conheço melhorcito pelo que me é mais fácil apontar, o que a meu ver me parecem, suas incongruências.

 

inspiro e expiro

 

a minha primeira resolução de 2017, tomada nas últimas horas de 2016, foi a decisão de qual das minhas bandas de adolescência que iria ver em 2017.

a dúvida existencial era entre guns n' roses e red hot chili peppers.

estava eu na preparação do jantar a ouvir/ver youtube e começaram a passar as minhas músicas preferidas dos guns n' roses... quando me apercebi do meu entusiasmo a dúvida desfez-se de imediato! era esta a banda que iria ver. liguei de imediato à minha best e partilhei a minha decisão ao que ela simplesmente respondeu: 'bora! (adoro esta disposição a satisfazer os meus desejos!)

hoje, continuando a organizar a vida/ano/tudo, fui ver os bilhetes e .p.o.r.r.a. quem raio vende bilhetes a 79€!!!!!!!!????????? a sério?! vivemos em portugal como é possível o ingresso para um concerto custar 79€?! e já agora, uma banda que não edita há anos... e embora os adore...estão velhos e gordos!!!!!

posto isto (surpresa, raiva, frustração, desilusão...), inspiro e expiro, lá fui ver os bilhetes para a segunda opção: red hot chili peppers no super bock super rock. os bilhetes custam 55€, não se pode dizer que sejam baratos...mas são mais baratos e é um festival...se a banda der banhada sempre há outros que podem animar a malta.

num mundo perfeito, um pouco triste por não ver os guns lá me consolava com os red hot. mas não há mundo perfeito!

bilhetes esgotados para o dia do concerto. a única hipótese de ver a banda é comprar o bilhete geral do festival pela módica quantia de 109€ ... posto isto (surpresa, raiva, frustração, desilusão...), inspiro e expiro, acaba de ir por água a baixo a minha primeira resolução para 2017!

não havia necessidade 

não usem renda no aconchego da multidão

aconteceu comigo

só pensamos nelas quando acontecem! depois do ritual de preparação de passagem de ano ... lá decidi no dia 30 comprar uns trapitos para estrear... ignorei todas as indicações de cores e optei por ser eu e comprar o que gostava, ponto. comprei este lindo e maravilhoso vestido:

8179638500_1_1_1.jpg

não se pense que foi fácil, pois moça de ideias feitas que sou...quando o vi decidi que tinha de ser aquele, claro que...não tinha o meu tamanho. assim, em dia de loucura e de filas de 30m para entrar no shopping e estacionar, 30m na fila para experimentar e mais 30m na fila para pagar... vou do colombo ao vasco da gama (na esperança que nos 30m de viagem os 3 vestidos existentes do meu tamanho não sejam comprados por 3 miúdas de bom gosto). cheguei, vi e venci. tinha um lindo vestido para receber 2017!

após um jantar maravilhoso preparado pelo mais que tudo, pegamos na nossa garrafa de espumante e rumamos ao terreiro do paço. a animação na rua, uma lisboa intercultural e as luzes da cidade, foram um bost de energia para os 3km que tínhamos de percorrer a pé.

no final da rua augusta, no aconchego do povo, na maré de gente ou na massa humana (o que acharem mais adequado) percebi que tinha cometido um grande erro ao escolher o vestido para essa noite. foram simples as evidências: fiquei presa à carteira de uma miúda... o meu sublime vestido de renda bordada encaixou numa peça da carteira da moça criando proximidade e ligação intensa a uma desconhecida...após alguma paciência, que durou cerca de 30 segundos, e cooperação da miúda lá decidi romper a nossa ligação (e um pouco do meu belo vestido), mais três passos e … "engato" no fecho do casaco de uma exótica japonesa, que muito simpaticamente me ajudou a resolver a situação (aqui consegui salvar o vestido!). o mais que tudo olha para mim, sorri, retira-me da multidão, beija-me  ... e arrasta-me para a rua paralela, menos movimentada e onde as hipóteses de estabelecer ligações imediatas com desconhecidos é menor!

conclusão: não usem renda no aconchego da multidão!

por um ano mais solidário

a solidariedade muito ligada à nossa capacidade de amar parece que, com a evolução da sociedade, foi perdendo valor.

ser solidário parece um cliché da época de natal que acaba de passar. porque fica bem e é bonito.

já assisti a pessoas defenderem a sua solidariedade porque dão um kilo de arroz "aos pobres" durante a recolha do banco alimentar contra a fome.

este vídeo é um exemplo maravilhoso do que é ser solidário.

 

 

gostava de ter espirito de despreendimento e esta atenção ao mundo.

esta vai ser um dos meus propósitos para 2017: ser genuinamente mais solidária!

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Mensagens

leitura para crianças

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

diz não à violência doméstica

instagram

mami.amora

facebook

pinterest

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

rasurando

logo.jpg