Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

feliz ano novo

a solidariedade muito ligada à nossa capacidade de amar parece que, com a evolução da sociedade, foi perdendo valor.

ser solidário parece um cliché da época de natal que acaba de passar. porque fica bem e é bonito.

já assisti a pessoas defenderem a sua solidariedade porque dão um kilo de arroz "aos pobres" durante a recolha do banco alimentar contra a fome.

este vídeo é um exemplo maravilhoso do que é ser solidário.

 

 

gostava de ter espirito de despreendimento e esta atenção ao mundo.

esta vai ser um dos meus propósitos para 2017: ser genuinamente mais solidária!

calendário do advento 2016

advent-calendar-1236036_1280.jpg

o natal é uma época muito especial.

para mim sempre foi significado de reencontro com a família distante e, por isso, precedido de muita expectativa e ansiedade, vivido com fortes emoções e seguido de muita saudade.

o calendário do advento, tradição alemã que evoca a contagem dos dias até ao natal, com miminhos diários ajudava a gerir essa ansiedade. era engraçada a descoberta do que nos esperava a cada dia: rebuçados, bombons, cromos, lápis, brincadeiras, passeios ... com o passar dos anos e a saída da casa dos meus país, perdi esse hábito. no primeiro ano ainda comprei um daqueles com chocolate (os tradicionais à venda nos supermercados), mas a previsibilidade da "surpresa" retirava-lhe o encanto.

era bom receber um miminho a cada dia. este ano decidi recuperar a tradição do calendário do advento mudando as regras do jogo! vou fazer um calendário que me desafie cada dia a fazer algo positivo por alguém. receberei do advento o reflexo do que fizer pelos outros. é um cliché mas é verdade: "dar para receber".

desafio-vos a acompanhar-me nesta aventura de despreendimento, autoconhecimento e solidariedade!  prometo que a recompensa será garantida e satistafória!

amanhã começa a aventura  

dia do pijama

há três anos o meu sobrinho, então com dois anos, abeirou-se de mim com um mealheiro em forma de casa. fiquei a olhar à esperar do que teria para me dizer. disse apenas: "tostões para os meninos". foi então que a minha irmã me explicou a missão pijama e o projeto que estava a ser desenvolvido na escolinha do pequenito.

desde então todos os anos ele participa nesta iniciativa levando toda a família a envolve-se. acho o projeto muito interessante e considero que mais do que damos, este é um claro caso em que recebemos, pois para o pequenito é obvio que temos de ajudar as crianças que como ele não têm por perto o papá e a mamã (o discurso foi desenvolvendo ao longo dos anos), o projeto naturalmente desperta nele a capacidade de olhar e ajudar o outro e, em simultâneo, valorizar o que tem.

"a missão pijama é uma iniciativa criada pela mundos de vida, em 2012, com a finalidade de sensibilizar o país para o 'direito de uma criança crescer numa família', promover o acolhimento familiar de crianças e reduzir o número de crianças institucionalizadas."

 

 

músicas & momentos

todas nós temos aquela(s) música(s) que ouvimos no final de uma relação. músicas que nos ajudam a martirizar e a abrir as torneiras :)

acho terapêutico cantar aos berros entre lágrimas o nosso desamor.

as nossas amigas são companheiras na nossa viagem e pesquisa no youtube das nossas músicas.

a coisa acaba mais ou menos sempre igual: gargalhadas entre lágrimas, um "copito" (adoro eufemismos) a mais e um gang feminino contra o sexo masculino - o visado e todos os outros, pois claro, são todos iguais.

este é um belo exemplo desses momentos:

fica a letra e o original de massiel

deja de pensar, y cuéntame,
ya se que ayer estabas junto a él y hoy
se ha ido.
ya se que has compartido junto a él
la noche tibia y el amanecer.
ya se que as descubierto junto a él,
la dicha.
ya se que se a parado tu reloj,
pero ahora mismo vas a echarlo andar,
es pronto para dar por un amor,
la vida.
coro
bailaremos un vals,
tomaremos después una copa de más,
y hasta que salga del sol cantaremos al son
de una vieja guitarra.
brindaremos por ti,
brindaremos por el porque le vaya bien,
y mañana verás que es mejor olvidar
que llorar un amor.

vuelve a sonreír, olvídate,
la vida es ancha y estos golpes del amor
se olvidan.
después de cada noche sale un sol,
y vuelven las gaviotas a volar,
después de la tristeza nacerá
la dicha.
sí hoy te han maltratado el corazón,
y duerme junto a ti la soledad,
no importa porque empieza un día más,
la vida.

 

diz-se que: no hay mal que dure 100 años ni cuerpo que lo aguante

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

instagram

facebook

pinterest

blogs portugal

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D