Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

bacalhau ... congelar sem demolhar?

bacalhau

 

decidi começar a encarar o natal 

no último fim-de-semana a minha mãe disse-me, a propósito da compra de bacalhau: aproveita as promoções, o preço vai subir!

eu, bem mandada, fui ao meu supermercado habitual e lá comecei a olhar para o convidado essencial na mesa dos portugueses, o sr. bacalhau! 

honestamente, pareciam-me todos iguais. munida da minha simpatia e assumindo a minha ignorância, lá fui ter com a senhora do bacalhau. simpaticamente questionou-me para que efeito o pretendia (estive a segundos de dizer: é para colocar na banheira para aproveitar as propriedades do sal, ouvi dizer que é excelente para pele - contive-me). concentrando-me novamente na senhora, referi que queria bons lombos.

dica 1 da senhora bacalhau: para ter bons lombos deverá escolher um peixe que tenha abas pequenas concentrando-se o peso e volume na parte central do peixe (pareceu-me óbvio, embora muito pertinente). prestando muita atenção à explicação da senhora, anui, sorri e disse: pode escolher por mim, se faz favor? (com o ar mais fofil que possam imaginar). simpaticamente assentiu e sorriu também (adoro pessoas simpáticas!)

surgiu aqui a dúvida existencial.

mami:por quanto tempo o posso guardar sem demolhar?

senhora do bacalhau: não dá para o natal!

mami: então o melhor será demolhar e depois congelar? (conclusão lógica lançada em voz alta)

senhora do bacalhau: não precisa de demolhar, pode congeral assim.

- grande nó na minha cabeça -

mami: mas é possível? não perde qualidades, seca ou salga mais?

senhora do bacalhau: não. na verdade pelo sal nem chega a congelar bem.

- nó grande começa a emaranhar-se -

mami: mas então para que congelar?

senhora do bacalhau: para conservar!

- começando a sentir que a conversa ia entrar em loop, decidi por término com um simples: muito obrigada  -

 

mas agora: o que faço com o bacalhau? demolho e congelo ou congelo sem demolhar?

cheguei a casa e comecei a minha pesquisa (não liguei à minha mãe pois sei que me indicaria o modo tradicional e o que eu pretendia era saber se o outro era efetivamente possível!)

os senhores da parmalat referem: "se quiser congelar bacalhau seco, deverá em primeiro lugar demolhá-lo. nunca o congele salgado." pareceu-me uma afirmação incisiva.

os senhores do bacalhau da noruega afirmam: "nunca congele o bacalhau ainda salgado!"  super incisivo!

continuei a pesquisa e não encontrei em lado algum que se possa congelar o bacalhau sem demolhar. 

de duas uma: ou a senhora do bacalhau é muito à frente e sabe novas técnicas, ou a senhora do bacalhau não devia ser a senhora o bacalhau!

 

vou demolhar o bacalhau e congelar, mas como gosto de dar o benefício da dúvida às pessoas e até gostei da senhora do bacalhau, vou congelar uma peça salgada ... não há nada como fazer a experiência  

 

já agora, alguma vez congelaram ou ouviram falar desta opção de congelar sem demolhar?

delicias de outono: doce de abóbora

depois de aceitar o final do verão, começo a apreciar as coisas boas do outono.

a confeção de doces e compotas caseiros são uma paixão e o preâmbulo para deliciosos pequenos almoços e sobremesas.

o doce de abóbora é dos meus preferidos. este ano procurei receitas diferentes da habitual, as minhas adaptações consistiram basicamente na redução de açúcar e na combinação, em partes iguais de açúcar branco e açúcar amarelo.

 

doce de abóbora com toque de citrinos

doce de abóbora com citrinos

 ingredientes:

.1500g abóbora descascada e cortada em troços pequenos

.300g de açúcar branco

.300g de açúcar amarelo

.sumo de 2 limões

.sumo de 2 laranjas

.1 pau de canela

.200g miolo de noz (opcional)

 

preparação:

.coloca na panela a abóbora, o açúcar, o sumo dos citrinos e o pau de canela.

.mistura todos os ingredientes e deixa cozinhar, em fogo lento, durante cerca de hora e meia.

.retira o pau de canela e tritura o preparado (aqui podes definir se queres deixar o doce com alguns pedaços de abóbora ou se preferes triturar por completo)

.leva novamente a fogo lento e envolver o doce. 

.ao ferver retira e enfrasca ou se desejares acrescenta as nozes e deixa cozinhar, em fogo lento, por mais 5m (eu enfrasquei metade e fiz o restante com nozes).

podes ver a receita original aqui.

 

 

overnight doce de abóbora

doce de abóbora com nozes

ingredientes:

.1500g abóbora descascada e cortada em troços pequenos

.300g de açúcar branco

.300g de açúcar amarelo

.1 colher (sobremesa) de canela em pó

.1 pau de canela

.200g miolo de noz (opcional)

 

preparação:

.coloca numa taça grande a abóbora, o açúcar e a canela em pó.

.mistura todos os ingredientes, tapa e guarda no frigorífico durante a noite (aproximadamente 12h).

.coloca o preparado numa panela, acrescenta o pau de canela e deixa cozinhar em lume brando durante cerca de 2h (o tempo pode variar dependendo do gosto por doce mais ou menos apurado).

.retira o pau de canela e tritura o preparado (aqui podes definir se queres deixar o doce com alguns pedaços de abóbora ou se preferes triturar por completo)

.leva novamente a fogo lento e envolver o doce. 

.ao ferver retira e enfrasca ou se desejares acrescenta as nozes e deixa cozinhar, em fogo lento, por mais 5m (eu retirei e enfrasquei metade e fiz o restante com nozes).

podes ver a receita original aqui.

 

diz-se que:

- uso "abóbora porqueira" cedida pela mamã. como me dá uma inteira, o ritual de a atirar ao chão com força para que parta e abra é um momento delicioso 

- para criar vácuo nos frascos de doce, depois de estes serem esterilizados (em água a ferver) e secos, devemos colocar o doce ainda quente, tapar, virar ao contrário e deixar desse modo até o doce arrefecer.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

instagram

facebook

pinterest

blogs portugal

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D