Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

restaurante o bairro

parece que pela cidade de aveiro também podemos encontrar um "o bairro" - localizado no coração da praça do peixe, com uma decoração catita e sabores divinais.

os preços não são muito simpáticos - pagar custa sempre, mas estão perfeitamente alinhados com a qualidade do produto que disponibilizam.

ao chegar fomos brindados com uma taça de espumante da bairrada - é sempre uma ótima forma de sermos acolhidos.

a carta é simples e sem grande espaço a dispersões: 5 opções de entradas, 5 pratos de peixe, 4 pratos de carne e o mesmo n.º de sobremesas, acrescenta ainda um prato vegetariano e um menu infantil.

 

caldeirada

a entrada escolhida: "a caldeirada do nosso bairro"

a reinvenção da tradicional caldeirada da região, com novas texturas mas o mesmo sabor - uma surpresa deliciosa.

 

o mercado mora em frente

"o mercado mora em frente" foi o prato de peixe por mim escolhido, para além do excelente aspeto é de destacar a mistura de texturas e a o cremoso risoto.

 

naco de novilho

 delicioso "naco de novilho" - destacam-se aquelas bolinhas com castanha de excelente textura e sabor!

 

algumas notas:

- no restaurante, segundo o simpático "pescador" que nos atendeu, tudo é confecionado na hora. este aspeto implica uma certa "demora". ir esfomeado para "o bairro" não é boa ideia.

- desde o nascimento da pequenita ir a restaurantes implica sempre um contacto prévio para garantir que somos "bem acolhidos" com o nosso baby trator! este restaurante foi excelente. fizemos reserva e guardaram-nos uma mesa onde o carrinho de bebé ficava bem acomodado, permitindo que a princesa dormisse tranquilamente ao lado dos papás enquanto estes se deliciavam. assim vou introduzir o meu, recém criado, baby friendly (puristas do português desculpem a minha opção em inglês, mas é mais curto e objetivo ;) )

baby friendly

 

morada: largo da praça do peixe 24, 3800-209 aveiro

guia de lazer 2018

criámos um guia de lazer com as nossas melhores experiências de 2017 esperando que inspirem bons momentos em 2018 

 

- hotéis -

.1. a recém vencedora do sapos do ano, na categoria de humor, maria, deixa-nos uma proposta para o marvão: a quinta d'abegoa, partilhando também connosco toda a sua viagem e aventuras pelo alentejo.

Quinta d'Abegoa

quinta d'abegoa - imagem retirada daqui 

 

.2. deixo-vos como proposta o aqua village - oliveira do hospital - um hotel para reestabelecer energias. não esquecer a visita ao piódão aldeia histórica de portugal, eleita em 2017 como uma das 7 maravilhas de portugal na categoria de aldeia remota.

aqua village

 aqua village - "gota" para massagens

 

 - viagens - 

.1. dylan traz-nos uma proposta de praia na bela região da galiza.

" o tempo que tinha à disposição não era muito mas dava para fazer uma escapadinha. procurava praia, sem vento, uma baía de águas calmas, não muito frias, onde as crianças pudessem nadar em segurança. como moro no litoral norte do país essa tarefa é praticamente impossível, de modo que me lembrei da galiza, de um sítio onde fiz as minhas primeiras incursões fora de portas. e como dizem que o primeiro amor nunca se esquece, apontei a baiona, a uma praia de 220 metros de extensão chamada barbeira e que se acede através de um castelo. o que mais poderia querer? águas translúcidas, a fazer lembrar as caraíbas, e, atrás de nós, a imponente fortaleza de monterreal, ladeada pelo passeio de monte boi que percorre todo o recinto amuralhado. baiona, miradouro das rias baixas, cheira a maresia, e nas arcadas, nas ruas estreitas e empedradas, a vida pulula, nos bares e tabernas decorados com detalhes marítimos. um sonho aqui ao lado, era como se tivesse avistado a caravela pinta trazendo a notícia da descoberta do novo mundo!"

baiona

praia barbeira - baiona - imagem retirada daqui

 

.2. a isabel sugere-nos " são miguel nos açores! há tanto para ver e fazer por lá, e no meio de tudo somos arrebatados por toda aquela beleza natural." deixo aquiaqui e aqui as minha sugestões para a bela ilha de s. miguel.

 

.3. proponho-vos uma viagem à ilha da madeira. um local para descobrir e, sobretudo, saborear 

ilha da madeira

miradouro cabo girão - ilha da madeira

 

- experiências - 

.1. pedro coimbra sugere-nos um "cruzeiro no jewel of the seas com partida de roma, passagem pelas ilhas gregas e chegada a roma novamente."

 

.2. o último fecha a porta recomenda-nos fazer um trail e partilha connosco a sua experiência.

 

.3. como proposta deixo-vos o enoturismo no alentejo. para amantes de vinho é uma experiência sensorial única.

herdade do esporão

herdade do esporão

 

.4. outra experiência que sugiro para 2018 é a feira afonsina em guimarães - berço de portugal 

guimarães

guimarães

 

agradeço os contributos dos visitantes deste espaço que responderam cabalmente ao desafio aqui lançado.

aqua village um local para descontrair

o meu.mais.que.tudo. e eu temos estabelecido que vamos sempre festejar o nosso aniversário  num local diferente e fora da nossa rotina.

este ano escolhemos o aqua village para assinalar mais um ano de vida em comum.

o hotel, localizado em oliveira do hospital, tem excelentes infraestruturas (quartos, spa, restaurante, espaços exteriores...) e uma equipa extremamente profissional e simpática.

 

imagens do aqua village espaços e recantos

 

fomos no início do mês de novembro, menos de um mês após os terríveis incêndios de 15 de outubro (que abalou fortemente esta região do centro do país). no percurso até ao hotel vimos paisagens desoladoras, ainda se "cheiravam" os incêndios.

o hotel tinha captado a nossa atenção e, embora tivéssemos algumas dúvidas do que iriamos encontrar, decidimos arriscar. era uma forma de darmos um contributo ao "normal funcionamento" da região.

o hotel estava magnífico, soube depois que tinha sido evacuado no dia 15 de outubro e que depois esteve uma semana encerrado para "limpezas", nessas operação de evacuação e proteção de pessoas e bens, assim como nas "limpezas" todos os funcionários estiveram envolvidos, pois lutavam por algo que era de todos. a honestidade e simplicidade como isto foi explicado foi comovente e inspirador.

um hotel, perfeitamente enquadrado na natureza, a descobrir e aproveitar: excelentes apartamentos completamente equipados, magnifico pequeno almoço, relaxante spa, inspirador espaço exterior e delicioso restaurante (roots).

na região vale a pena dar um saltinho ao piódão, cuja igreja me apaixonou!

piodão

igreja de piódão

 

desafio: guia de lazer blogs 2017

chegou o desafio da semana 

vamos criar o nosso guia de lazer escolhendo a melhor experiência que tivemos em 2017, deixando-a como sugestão para 2018.

deixem a vossa sugestão e caso tenham escrito sobre ela no vosso blog, deixem o link. 

vamos ajudar os nossos leitores a terem maravilhosas experiências  (hotéis, lugares, restaurantes, descobertas) ...e quem sabe ainda as acrescentarem às suas listas de prendas de natal 

_era uma vez..._ (7).png

o guia será apresentado num post bonitinho na próxima sexta-feira 

 

4 restaurantes que amei em s. tomé

s. tomé é um país de contrastes, de emoções e sensações. ninguém fica indiferente quando o visita.

pode gostar, pode não gostar... mas não pode negar que é um local com uma aura diferente.

foi uma viagem que me incomodou. e incomodar não tem de ser mau. fez-me sair da minha zona de conforto, do meu mundo cor-de-rosa. fez-me valorizar mais aquilo que já esquecera de valorizar.

 

mas como é de tachos e paparoca que vamos falar, ficam aqui os "meus" quatro restaurantes imperdíveis em s. tomé e príncipe:

 

.1. dona tété (localizado em s.tomé cidade)-  um quintal acolhedor com a simpatia do bem receber e o gosto em agradar - muito natural sem nada de forçado. a ementa é simples e apresentada à chegada, com destaque para o bom peixe. cerveja fresca para acompanhar - a rosema, cerveja nacional.

 

.2. restaurante da roca são joão dos angolares (localizado na localidade com o mesmo nome) - um delicioso menu de degustação num local lindo, com vista fantástica. uma experiencia sensorialmente completa! o restaurante conta com a assinatura do chefe joão carlos silva - tivemos a sorte da nossa degustação ter sido preparada e apresentada pelo chef -, uma delícia de pessoa.

 

1381187943.png

imagem retirada daqui

 

.3. casa museu almada negreiros (localizado roça da saudade) - mais uma mágica descoberta. um local perdido numa aldeia, nasce de uma associação de jovens que trabalha pela dinamização cultural da região e pela educação e cultura dos mais novos. opção única de almoço, com entrada, prato e sobremesa ... vale a pena deixar-nos surpreender. a "varanda" onde são servidas as refeições é encantadora e a vista deslumbrante. tudo é requintadamente simples e enquadrado nas cores e aromas da ilha.

 

.4. papa figos (localizado em s.tomé cidade) - pela proximidade com o hotel (pestana) este foi o restaurante que mais frequentamos. é um restaurante simples, grande e com atendimento muito simpático - aliás, simpatia foi o que mais encontramos por s. tomé. a comida é boa, com alguma variedade e os preços são muito convidativos.

 

se tiverem outras sugestões de restaurantes em s. tomé façam favor de as partilhar!

meu caro triptofano espero que a informação chegue a tempo 

3 restaurantes que adoro em aveiro

a veneza portuguesa, para além dos deliciosos ovos moles e das tripas doces, é rica em variada gastronomia.

 

as minhas sugestões para comer na cidade:

 

.1. tasca do confrade – na emblemática praça do peixe encontramos este restaurante de comida e decoração tradicional. excelente comida (qualidade e confeção) e um atendimento humilde e simpático (rua dos marnotos, nº34)

 

.2. giz – o meu restaurante de tapas em aveiro! (para quem deseje pratos completos é também uma excelente opção), com uma decoração que aposta nos pormenores. alguns imperdíveis: carpaccio de novilho, revueltos de alheira com espargos verdes, petinguinhas fritas, espetinho de camarão com queijo panado e muito mais (rua engº von haff 34)

 

.3. pizzarte – seguindo a minha paixão por comida italiana impossível não destacar este restaurante. tudo é delicioso e bem confecionado, a minha preferência cai sempre pelos crepes – de frango ou salmão e rúcula! (rua engº von haffe, 27)

 

jkljlkjl.jpg

 

aguardo que partilhem outros locais interessantes para se comer em aveiro

o meu roteiro pela ilha da madeira

aqui comecei a preparar a minha viagem à ilha da madeira, contei depois com a maravilhosa ajuda do sorriso incógnito e do blog da outra - excelentes dicas!

a minha viagem contava com a condicionante de os meus pais terem algumas limitações físicas, sobretudo no que se refere a longos percursos a pé; por esta razão eliminei, à partida, as levadas (ficarão para uma próxima) e tive de incluir, graças ao meu paizinho, o museu do cr7 que eu tinha naturalmente excluído (e tinha feito bem!).

no dia da nossa chegada (sábado) fomos brindados, na marina do funchal, com um espetáculo de fogo-de-artifício! parece que no verão faz-se o concurso para escolher as empresas que irão abrilhantar a noite de passagem de ano.

deixo aqui a minha experiências com os meus must e os dispensáveis desta viagem:

dispensáveis:

museu cr7 – não encanta. é simples. um mostruário dos trofeus do craque, com pouca graça ou interatividade.

 

ver slides »

 

must:

- mercado dos pescadores: o espaço é convidativo pelas suas cores e odores, mas também porque se sente um vibrar único quer dos vendedores quer das pessoas e sua curiosidade!

- centro histórico do funchal: um passeio agradável e visualmente muito rico!

- pico do areeiro: foi o meu top 1 da madeira! senti que estava nas nuvens! uma visão linda e única

- miradouro do cabo girão: uma vista vertiginosa, uma experiência imperdível!

- câmara de lobos: aldeia de pescadores pitoresca, com muitas cores e belas ruelas.

- vila de santana: vale pela fotografia de postal

- ribeira brava: gostei muito do seu centro aberto, excelente para um lanche

- curral das freiras e miradouro: entre vales e montanhas temos uma noção diferente da ilha

- piscinas naturais de porto moniz e toda a sua envolvência: um belo contraste entre a beleza e a força da natureza

-praias (machico, faial, calheta e praia formosa): só porque sim, porque adoro praia

 

o que ficou “pendente”:

-levadas

- passeio em carrinhos de cestos  (meus companheiros de aventura acharam “pouco seguro” e que eu devia “estar (mais) tolinha”!

- elevador panorâmico fajã dos padres (estava mau tempo quando fomos e a descida até à praia não fazia sentido)

- jardim tropical do monte palace (porque o tempo, esse malandro, não deu para tudo)

 

gostei imenso da ilha e desta viagem mas, em plena honestidade, tenho de confessar que a ilha da madeira não me deslumbrou. na dualidade das nossas ilhas (aqui falando de madeira e são miguel) terei de assumir, como na expressão americana: “dog person or cat person”, que eu sou uma “azores person”.

guimarães e a feira afonsina

 

guimarães

 

o passado fim de semana foi passado na histórica cidade de guimarães. esta é uma cidade à qual me apraz sempre regressar.

desta vez o regresso foi envolto em magia de outros tempos.

sou confessa apaixonada por feiras medievais e tive o privilégio de estar a decorrer, na cidade de guimarães, a feira afonsina (decorreu de 22 a 25 de junho).

feira afonsina.jpg

a feira, de acesso gratuito, é gigante e dispersas por várias ruas e praças da cidade, incluindo, inevitavelmente, o castelo de guimarães. tem animação para todos os gostos, representações de rua, recriações históricas, jogos, comes e bebes (não resisti aos maravilhosos crepes, às sandes de porco no espeto e à bela da sangria). em anos vindouros, se gostarem deste tipo de feiras, não percam a de guimarães.

*

no domingo de manhã, ao passear pelas principais praças da cidade, notei que estas eram preenchidas, sobretudo, por seniores. refleti sobre a possibilidade da cidade estar com uma população bastante envelhecida ou quiçá, estamos apenas, perante uma cidade em que a sua população, independentemente da idade, gosta de aproveitar e viver a sua cidade (sendo que os mais jovens estariam ainda a dormir em consequência dos "estragos" da noite anterior na feira afonsina ).

guimarães pela manhã

 *

o ponto negativo desta minha passagem pela cidade: o alojamento. não foi mau, mas foi uma desilusão.

pelos compromissos que tínhamos achámos que a melhor opção seria um hotel no centro da cidade. optamos pelo santa luzia arthotel. um hotel 4 estrelas que pelo preço (125€ noite, com desconto pois o preço de tabela é 180€) e pelas fotos promocionais promete mais do que oferece. não posso dizer que seja um mau hotel, mas acredito da equação simples de relação preço/qualidade. este hotel não vale o que custa. os quartos são minimalistas, o acesso a piscina interior é pago à parte (numa tarifa deste valor não se justifica), e há 3 coisas que valorizo imenso nos hotéis: a cama, o banho e o atendimento.

por azar:

. dormi super mal, as almofadas eram horrivelmente duras, acordei com dor de pescoço;

. a meio do duche gelei! a água quente desapareceu por segundos e enquanto gelava por fora, fervia por dentro!

. ao pequeno almoço tive de esperar 15 minutos por um café expresso, após ter renovado o pedido passados 10 minutos de espera – não se justificava perante o n.º de hóspedes e funcionários disponíveis.

não recomendo este hotel, por este valor e até menos encontram-se opções, certamente menos pretensiosas e mais ajustadas.

 

a minha experiência no portugal restaurant week

como partilhei aqui este ano experimentei pela primeira vez o portugal restaurant week promovido pelo the fork.

fiz duas escolhas, em diferentes locais, com diferentes companhias. 

quer o astória, quer o arcadas têm uma bela e requintada decoração.

 

astória  - integrado no hotel intercontinental, porto.

o atendimento foi de primeira, cuidado em todos os pormenores, irrepreensível.

 

entrada

.creme de cebola com seus crocantes - foi a escolha da "my person" - expressão só compreensive por fãs de grey´s anatomy - muito agradável com mistura de texturas.

.salada de bulgur com beterraba e seitan com legumes bio e molho de iogurte e hortelã - a minha escolha, muito boa!

 

prato

.lombo de bacalhau com crosta de azeitona - escolha da "my person", a crosta era doutro mundo o bacalhau insonso, o que me parece inadmissível para o nível do restaurante.


.leitão confitado com pera rocha em duas texturas - a minha escolha, excelente apresentação, ponto de cozedura, textura e sabor!

 

sobremesa

.bolo podre com neve de queijo fresco e gelado de abóbora - divinal, o melhor da refeição!

 

bebida - pago à parte

filipa pato bairrada - vinho branco (23€, doeu um pouco) - excelente!

 

_____________ * _____________

 

arcadas - integrado na quinta das lágrima, coimbra

bom atendimento, com a apresentação e contextualização de cada prato.

 

a ementa do portugal restaurant week tinha apenas uma opção de prato. chegámos tarde e cheios de fome, foi-nos sugerida uma entrada do chef, paga à parte, 6€ por pessoa. o mais.que.tudo. não resistiu: pães diversos, um excelente azeite e esta espuma de cogumelos com queijo de cabra:

delicia de cogumelos

 agora a ementa do portugal restaurant week:

entrada

.creme de abóbora e maçã com bacon crocante e ricota - excelente contraste de texturas e sabores

 

prato

.vitela ao cubo, creme de batata trufado e espinafres braseados - bem confecionado mas sem magia

 

sobremesa

.sabarin de arroz doce e abacaxi e sorvete de manga raiada de frutos vermelhos - delicioso! (eu que não sou nada de doces, nestas experiências fiquei rendida!)

 

bebida - pago à parte

tapadinha reserva 2012 - vinho tinto (21€, doeu um pouco) - excelente! + garrafa de água luso, 1litro (4€)

 

definitivamente não fica barato. vale pelo requinte da experiência. de notar que também escolhi os restaurantes mais caros disponíveis, já que o vaor fixo do menu era de 20€, obviamente que nas bebidas se sentiria a diferença do local. 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

instagram

facebook

pinterest

blogs portugal

Follow

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D