Follow my blog with Bloglovin

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mami

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

. lifestyle . | devaneio & introspeção | descobrir | experimentar | partilhar | viver | sentir | amar | lutar | conquistar | desafiar | vencer | felicidade de ser e estar e não saber se se quer mais

bolo de iogurte | dieta dukan

embora não tenha falado ultimamente sobre a minha dieta... ela continua forte e de boa saúde!

ao longo da vida já fiz algumas dietas, e de todas a dieta dukan é à que recorro quando sinto o ponteiro da balança a gozar comigo!

a dieta dukan é muito específica e restritiva nas suas fases, mas come-se bem, na quantidade desejada e, dentro do permitido, a criatividade é o limite.

deixo aqui uma sugestão de bolo de iogurte, adaptada da original publicada no livro do criador da dieta, dr. dukan, ótimo para o pequeno almoço ou lanche.

 

bolo de iogurte dukan

 

bolo de iogurte | dieta dukan

adequada a todas as fases da dieta 

ingredientes

.2 ovos inteiros

.2 claras

.4 colheres (sopa) farelo de aveia

.2 colheres (sopa) farelo de trigo

.1 iogurte natural magro

.1 colher (sobremesa) de fermento

.5 colheres (sobremesa) de adoçante

.essência de baunilha a gosto

 

preparação

.pré-aqueça o forno a 200º

.misture todos os ingredientes

.coloque numa forma de silicone e leve ao forno durante 25m a 180º

(antes de retirar do forno verifique, com um palito a cozedura)

 

sirva-se e acompanhe com chá ou café 

 

 

30 dias de gratidão #21 porque canção estás grata?

Ok…sei que vou parecer estranha…mas a resposta que veio de imediato à cabeça foi: hino nacional. Por isso, sim, parece-me uma excelente resposta, pelo simbolismo da mesmo, e porque as outras (tantas) que amo…são efémeras.

vinho no porto | 2 eventos a mesma paixão

eventos vinho

 

sou amante confessa de vinho.

gosto da diversidade que nos oferece e das surpresas que encerra.

os bons vinhos contam histórias únicas, fazem-nos sentir aromas, texturas e sabores incomparáveis. beber um bom vinho é uma experiência que envolve todos os sentidos…desde o som o saca-rolhas a extrair a rolha ao da garrafa a verter o vinho no copo; o brilho e intensidade da cor; os aromas frescos, exóticos, quentes ou envolventes que exala; a reação que produz na nossa boca, desde o adstringente ao suave aveludado; o sabor…tão diverso que impossível é generalizar!

por tudo isto e pelo prazer que me dão as experiências vínicas, tenho andado a questionar-me o porquê de se fazerem dois eventos para amantes de vinho no mesmo fim-de-semana (24 e 25 de fevereiro), na mesma cidade (porto).

limitam a nossa vontade e impõe uma escolha.

no ano transato fui ao simplesmente vinho. por 10€ deram-me um copo e com ele eu lá ia passeando pelos produtores fazendo as provas. supostamente havia também comida (para a qual recebemos senhas à entrada), mas como fomos já tarde (o evento encerrava às 22h) já pouco restava - o que não achei nada simpático! valeu-nos umas provas de azeite (maravilhoso) para ajudar a "ensopar" o vinho, porque embora sejam provas...depois de alguma até o mais forte se ressente!

este ano irei à essência do vinho, mais caro, 20€ se adquirido online (25€ se comprado na bilheteira -  ambos dão acesso a descontos em transporte - metro e comboio). a dinâmica do evento é semelhante; tem, no entanto, mais produtores (350) e atividades paralelas.

sendo os dois no mesmo fim-de-semana, faz sentido experimentar um "novo" mas para quem ainda não experimentou o simplesmente vinho e não quiser investir menos esta é uma boa opção (não vão é "tarde" e se for...vá de estômago forradinho ;))

a sapo lifestyle tem um passatempo a decorrer para quem quer (eu quero) bilhetes duplos para a essência do vinho 2017. por isso, se o vinho também é tua paixão, lança-te no passatempo.

 

 

 

30 dias de gratidão #15. por que estação estás grata?

a minha estação favorita é a primavera. o renascimento da energia, o sol, o calor, as tardes na esplanada 

not yet ... mas quem me dera

como qualquer rapariga que se prese, tenho os meus pontos fracos.

um deles, comum a várias boas moças, são os sapatos, sandálias, botas e afins ... não tenham o atrevimento de me chamar fútil! 

uma boa rapariga tem de ser inteligente, diversa e complexa, se for bela e com estilo é um plus! 

no verão passado (sem alusões ao filme) descobri uma marca de calçado português que me apaixonou: a not yet. confesso que os sapatos não são para todos os gostos. tem alguns bastante (lindos) alternativos. já comprei no verão e a qualidade é excelente.

ontem...no aconchego do meu sofá decidi espreitar o site... e ai mãe! lá vi as botas ... foi amor à primeira vista, uma paixão profunda e ...este é dos amores que se podem comprar!

decidi dar-me uma prende de ano novo, de fevereiro, de inverno ou de s. gonçalinho...qualquer desculpa é válida.

 

digam lá, do profundo do vosso ser, não são lindas?!

 

 

zero patrocinio, top bom gosto 

 

aperitivo

andava eu por aqui a organizar uma viagem viagem e encontrei um miminho de quando fui a milão e achei imperdoável não o partilhar/aconselhar a quem lá vá.

há uma tradição muito fixe em milão, o chamado aperitivo.

o aperitivo é um lanche tardio (por norma entre as 18h - 20h), tipo um happy hour versão plus, que os bares disponibilizam gratuitamente (tipo buffet), tendo o consumidor de pagar apenas as bebidas (chega pedir uma bebida para ter acesso ao aperitivo). para nós funcionou perfeitamente como jantar (não ficamos foi apenas por uma bebida). 

se fores a milão faz pelo menos um, ao ser uma tradição local, há muito convívio e boa disposição 

dona tété - são tomé e príncipe

dona-tete.jpg

estou apaixonada pelos lugares de são tomé, pela sua gente e pela sua gastronomia.

 a oferta de restaurantes em são tomé não é muito alargada (nesta altura do ano muitos fecham para manutenção). 

na procura de restaurantes, como já é habitual, recorremos ao tripadvisor. o restaurante dona tété surgia em primeiro lugar. lemos as críticas e consideramos uma excelente aposta.

pedimos algumas indicações do hotel, colocamos a morada no gps e ... perdemo-nos! o meu mais que tudo é um aventureiro pelo que alugámos carro e andámos à descoberta...mas há recantos, como este, que, sem ajuda, dificilmente lá se chega!

por isso, e antes que me esqueça, ficam aqui as indicações para chegar à dona tété: estando na cidade de são tomé deverá dirigir-se ao hotel pestana, continuar por essa estrada, passando o casino, até avistar uma placa a dizer s. gabriel; logo a seguir a essa placa encontrará um corte à direita; avistará se imediato um barracão azul do lado direito e deverá cortar à direita logo antes do barracão... e aqui começa a aventura! se não tiver um carro todo terreno deverá ponderar a viagem; o acesso é em terra batida com muitos socalcos. nesta estrada o primeiro que vai pensar é que está enganado, que não é possível... mas é! continue e corte novamente à direita, no final desse caminho vire à esquerda (seguindo um caminho com um riacho que ficará do seu lado direito); assim que avistar uma mini ponte, sobre o riacho, de acesso a uma casa terá chegado à dona tété. chegar lá é uam verdadeira aventura!

ao chegar, entramos na casa da "dona tété" e a mesa estava posta no quintal.

um belo espaço com uma zona de jardim e outra coberta, onde a cozinha estava visível para todos.

o local é simples (como quase todos em são tomé) mas muito bem cuidado. a dona tété está presente a atender os seus clientes.

a ementa é igualmente simples, sem carta, come-se o prato do dia, por norma peixe grelhado (poderá ter duas ou três opções de peixe). 

comemos, para entrada, chocos grelhados; como prato principal barriga de barracuda grelhada, acompanhada de fruta pão (regada com o molho da casa), outros vegetais cozidos e banana frita; bebemos a bela da rosema (cerveja nacional de meio litro sem rótulo); para sobremesa deleitamo-nos com a mousse de  sape sape (fruto).

todos os alimentos eram extremamente frescos e bem confecionados. a rosema também à temperatura certa. um ambiente acolhedor, com bom espaço entre mesas e a simpatia da dona tété e seus colaboradores. O valor é normal relativamente aos restaurantes mais turísticos (média de 26€ por casal). um restaurante imperdível numa viagem a são tomé.

 

grande falha desta blogger em desenvolvimento...ao estar a absorver todos os imputs do local e em modo de namoro...só me lembro das fotos quando o prato já está vazio  deixo aqui o facebook do restaurante dona tété para tentar colmatar esta minha falha.

 

relax na serra

fui passar o aniversário a serra da estrela. estava um pouco triste pois sabia que ainda não tinha nevado e a serra sem neve, pensava eu, pouco interesse tinha.

ao chegar ao início do baile de curva e contra curva, e começar a ficar rodeada das magnificentes montanhas, de imediato rendi-me à impressionante beleza do local. lembrei-me de imediato de uma frase que ouvi muitas vezes: "tens de aprender a aceitar e aproveitar o que a vida te dá em cada momento".

maravilhada com o enquadramento cheguei ao h2otel em unhais da serra. hotel com bela arquitetura que de imediato me fez recordar uma rampa de sky.

h2otel

 foto retirada daqui

 

o hotel é divinal, sóbrio e caloroso. o staff é simpático e o quarto muito acolhedor - o nosso tinha uma magnífica varanda com vista para a serra. senti-me a heidi (patrocinada pela clara :D ).

h2o_hotel_06.jpg

 foto retirada daqui

mas o que efetivamente distingue este hotel é o aquadome, um espaço com piscinas, jacuzzi e circuíto celta (banho turco, sauna, sauna com cromoterapia, hamma, duche quente e frio) num cenário envolvente e maravilhoso. 

h2hotel

 

um dos aspetos que mais me apaixonou foi estar, no exterior, na piscina de água quente (com diversos jatos); uma excelente sensação de quente e frio (o corpo quentinho na água e o nariz gelado :D ). há uma sala com espreguiçadeiras, a sala da árvore, que é muito bonita, parece que estamos dentro duma gruta na qual nasceu uma imponente árvore!

é uma experiência que vale a pena!

 

um outro apontamento imperdível é o restaurante lenda do viriato em unhais da serra. possui um menu com pratos diversos, respeitando o tradicional mas dando-lhe apontamentos de requinte. por exemplo: comemos um bacalhau no forno acompanhado com puré de maça e gratinado de couve flor. toda a decoração e indumentária dos colaboradores recordam os tempos medievais.

lenda do viriato

 

diz-se que: o pequeno almoço no hotel foi também divinal, com produtos locais e diversos!

 

 

 

s. miguel - açores - mais e mais dicas de viagem

s.miguel é uma verdadeira perdição no que se refere a comida.

os ananases são excecionais, o facto de serem defumados dá-lhes um sabor único.

o chá verde vê aperfeiçoado o seu sabor.

os licores ordenam controlo, a sua diversidade faz-nos querer provar "outro" e “outro” e “outro” …

os queijos...ai os queijos!

as lapas também são do mais tradicional que há – não amei mas acho que são de “prova” orbigatória

a kima, para quem gosta de sumos com gás, é de provar (ananás e maracujá), assim como a cerveja especial – nos açores beber os açores

o vinho foi, para mim, uma desilusão...mas tão bela ilha não podia abarcar tudo 

 

tive várias dicas de restaurantes de pessoas amigas que têm família em s.miguel que agora partilho convosco:

a não perder

ponta delgada

forneria são dinis | excelente vista, muita pinta e comida de qualidade feita no forno a lenha. local a não perder. os preços são médios (pagamos 19€ por pessoa, com vinho e sem sobremesas). aconselho a pizza da ilha e bife forneria.

 cais 20 | local idóneo para comer marisco. muita qualidade e doses bem servidas - uma dose dá perfeitamente para duas pessoas! os preços são médios (pagamos 23€ por pessoa, com vinho e sem sobremesas).

 a tasca | excelente restaurante de tapas aberto até às 2h00 da manhã :) decoração típica, gente simpática e muita qualidade. aconselham a fazer reserva.

 

ribeira grande

associação agrícola | para quem adora carne de vaca – que é o meu caso - este é um local a não perder em s.miguel. carne magnífica (aqui faz sentido o "do prado para a sua mesa"), preparada por quem sabe, servida num ambiente simpático. aqui come-se qualidade a bom preço (média de 15€ por pessoa sem sobremesa).

 

por toda a ilha

piqueniques | tanta beleza natural convida a simpáticos piqueniques com excelentes condições nos diversos miradouros ao longo da ilha. são também bem-vindos após as descidas para as lagoas e os saltos.

 

a considerar

furnas

o miroma | foi o restaurante escolhido para degustar o cozido das furnas. exige reserva previa, feita no próprio dia – de manhã, caso se pretenda comer o cozido (média de 18€ pp). já tinha ouvido comentários menos simpáticos sobre o cozido das furnas e embora admita que o prato não é nada de especial (de referir que não sabe a enxofre como li em diversos post) creio que é “obrigatório”, para ter a experiência completa das furnas.

 

sete cidades

lagoa azul | restaurante buffet que vale pela possibilidade de experimentar diversos pratos. restaurante simples e acolhedor. bom preço (13€ pessoa) 

 

açores gastronómico

alojamento

em ponta delgada fiquei no b&b private room in ponta delgada, um hostel pequeno com o conforto necessário (casas de banho partilhadas), ambiente acolhedor, simpatia dos anfitriões que nos fazem “sentir em casa” com cozinha / sala de refeições sempre com bebidas e biscoitos disponíveis; excelente pequeno almoço; excelente localização (34€ quarto duplo com pequeno almoço).

em vila franca do campo a escolha foi o islet view. uma casa de habitação acolhedora; o quarto era enorme e com excelentes condições o pequeno almoço era divinal. a localização razoável (35€ quanto duplo com pequeno almoço).

em capelas fiquei alojada no acorsonho apartamentos turísticos o complexo de apartamentos é muito interessante, o apartamento era enorme e com excelentes condições, tinha dois quartos e acolhia duas pessoas na sala, alojando perfeitamente 6 adultos (68€ noite sem pequeno almoço).

nas furnas pernoitei no hotel vale verde, excelente opção pelo preço, simpatia, serviço e localização (69€ quarto triplo com pequeno almoço).

s. miguel - açores - dicas de viagem

lagoa das 7 cidades

 sempre gostei de viajar. de ver e conhecer coisas novas, outras formas de estar e ritmos de vida diferentes.

conhecer através das nossas experiências/vivências é a melhor forma de aprender. por exemplo: diversas pessoas podem descrever as fantásticas variações climatéricas do arquipélago dos açores, mas só estando lá é que se compreende a sua magnitude.

em época de férias decidi partilhar algumas dicas e sugestões que poderão ajudar a quem pretenda visitar algum dos locais que já tive o prazer de conhecer.

vou começar pela ilha de são miguel no arquipélago dos açores.

s.miguel (açores) foi uma viagem cheia de contrastes. preparei cuidadosamente a viagem (sou um pouco nerd neste campo), enchi as malas de boas dicas e parti.

viajei no outono. quando lá cheguei verifiquei a dimensão daquela força da natureza, volúvel e arrebatada, de onde da perfeita calmaria surge um mar intempestivo. pelo que percebi não há um mês ideal para visitar a ilha de s.miguel, apesar de na primavera/verão, pelo florir das hortênsias que adornam as estradas, quiçá seja uma altura mais deslumbrante (sendo um mais deslumbrante um verdadeiro superlativo).

 

 

dicas:

.booking e airbnb foram as plataformas que utilizei para a marcação do alojamento (optei por ficar alojada em diferentes pontos da ilha, mas não é necessário dada a dimensão da mesma e às boas condições dos acessos)

.ryanair e easyjet foram as companhias áreas utilizadas (ter feito voos de ida e volta em companhias diferentes prendeu-se com os horários dos voos que me eram mais convenientes). a população local refere recorrentes atrasos dos da ryanair, eu não tenho nada a apontar... tudo on time

.atlaschoise foi o site escolhido para o aluguer de viatura. um agregador de várias empresas permitindo encontrar o melhor preço

 

aplicações gratuitas e indispensáveis

.ana (aeroportos de portugal) - muito útil para a verificação das horas de voos e possíveis atrasos

.as aplicações quer da ryanair quer da easyjet são excelentes para o check in online e bilhete digital - sem ter de imprimir e sem risco de extravio

.a app do booking tem uma excelente aplicação para gerir os alojamentos

.here a melhor aplicação de gps com acesso offline (sou fã)

 

diz-se que: há vários registos de que os açores é um dos melhores destinos do mundo. vale a pena ir para fora cá dentro :)

 

veja também:

s. miguel - açores - mais dicas de viagem

s. miguel - açores - mais e mais dicas de viagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

instagram

facebook

pinterest

blogs portugal

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D